Aedes aegypti: ESTUDO PILOTO SOBRE A EFETIVIDADE DE DELTAMETRINA E LAMBDA-CIALOTRINA EM CULICÍDEOS COM CAPACIDADE VETORIAL

Camille Zambiasi Medeiros, Letícia Carolina da Cruz, Alexandre Ehrhardt

Resumo


O Aedes aegypti é o mosquito vetor de maior estima para a saúde pública, sendo o transmissor de inúmeras doenças endêmicas no mundo. Os programas de controle vetorial utilizam como principal inseticida químico, os organofosforados e piretróides, que auxiliam contra a proliferação de criadouros. Porém, alguns fatores de resistência do Aedes, demonstram maior dificuldade para a vigilância e monitoramento. Com isso objetivou-se avaliar a efetividade de um produto com ação larvicida, a partir dos compostos Deltametrina 0,75% + Lambda-cialotrina 0,25%, em larvas expostas ao meio ambiente, em bairros com foco na cidade de Carazinho, Rio Grande do Sul. As larvas foram coletadas em locais com supostos criadouros, e armazenadas em recipientes até serem levadas ao laboratório para análise. Para todos os experimentos, foi utilizada uma diluição padrão indicada de uso, sendo rediluída nas proporções de: 1.000 μL, 500 µL, 200 μL, 100 µL, 50 μL e 25 µL em 100 mL de H2O.  Na avaliação das diluições testadas, foi possível observar um padrão de inibição com intervalo de tempo máximo de 30 minutos, havendo 100% de mortalidade, indicando alto nível de letalidade do produto em experimentação. Ao serem avaliadas as larvas de culicídeos selvagens expostas a aplicação do produto com ação larvicida na combinação dos piretróides DMT e LCT, o mesmo alcançou a efetividade desejada.

Palavras-chave


Vetores artrópodes. Dengue. Saúde Pública. Larvicidas

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/ric.2021.50088

Direitos autorais 2021 Camille Zambiasi Medeiros, Letícia Carolina da Cruz, Alexandre Ehrhardt


 

ISSN: 2316-7041 | Indexada em:

 

Licença Creative Commons

A Revista Internacional de Ciências está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.