CAPACIDADE ANTIOXIDANTE DE SUCOS E NÉCTARES DE UVAS DO RIO GRANDE DO SUL

Gilvane Bassanesi, Luciana Bavaresco Andrade Touguinha, Mirian Salvador

Resumo


O suco de uva é um produto amplamente consumido por suas características nutricionais e presença de compostos fenólicos, os quais possuem importante atividade antioxidante. Dessa maneira, o objetivo deste estudo foi avaliar a atividade antioxidante e o teor de compostos fenólicos totais de diferentes tipos de sucos de uva e néctares, encontrados no comércio de duas cidades do Rio Grande do Sul. Foram selecionados 17 sucos de uva tintos, 06 sucos brancos e 4 néctares, representando a totalidade das amostras encontradas em mercados das duas cidades.  A atividade antioxidante foi determinada pela capacidade de varredura do radical livre DPPH(2,2-difenil-1-picrilhidrazil) e o teor de compostos fenólicos totais (TPT) foi avaliado pelo método de Folin-Ciocalteau.  A atividade antioxidante variou de 50,14 a 97,38% e o TPT variou de 143,83 a 1.113,83 mgEAG/mL, considerando sucos e néctares. A maior atividade antioxidante foi encontrada nos sucos tintos, seguidos dos sucos brancos e néctares. Os maiores valores de TPT foram encontrados nos sucos tintos, seguidos dos néctares e sucos brancos.  Este estudo colabora com o conhecimento do teor de TPT e atividade antioxidante de sucos produzidos na região Nordeste do estado do Rio Grande do Sul. 


Palavras-chave


compostos fenólicos, DPPH , saúde humana,Vitis sp

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/ric.2020.48081

Direitos autorais 2020 Luciana Bavaresco Andrade Touguinha


 

ISSN: 2316-7041 | Indexada em:

 

Licença Creative Commons

A Revista Internacional de Ciências está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.