ANÁLISE DO ACIDENTE DE PERDA DE REFRIGERANTE PRIMÁRIO DEVIDO A QUEBRA DA LINHA DE SURTO DO PRESSURIZADOR DA USINA NUCLEAR ANGRA 2

Eduardo Madeira Borges, Thadeu das Neves Conti, Gaianê Sabundjian, Andrea Sanchez

Resumo


O objetivo deste trabalho foi simular e avaliar com o código RELAP5 o acidente base de projeto de perda de refrigerante primário devido a uma ruptura média na linha de surto do pressurizador da usina nuclear Angra 2. Este acidente foi uma quebra do tipo guilhotina ou seja 100% da tubulação e representa uma ruptura de 437 cm². Nesta análise, verificou-se que as lógicas de atuação do Sistema de Proteção do Reator (SPR) e do Sistema de Resfriamento de Emergência do Núcleo (SREN) de Angra 2, utilizadas nesta simulação, funcionaram corretamente, mantendo a integridade do núcleo com as temperaturas do núcleo em níveis aceitáveis durante todo o evento. Os resultados obtidos foram satisfatórios, quando comparados com os apresentados no Relatório Final de Análise de Segurança de Angra 2 (FSAR/A2).

Palavras-chave


Análise de segurança; Reator nuclear; Angra 2; Código RELAP5.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/ric.2020.44530

Direitos autorais 2020 Thadeu das Neves Conti


 

ISSN: 2316-7041 | Indexada em:

 

Licença Creative Commons

A Revista Internacional de Ciências está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.