LODO DE ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO (ETE) E COMPOSTAGEM ORGÂNICA EM CULTIVO DE MUDAS NATIVAS: ESTUDO NA REGIÃO DOS LAGOS RJ - BRASIL

Thamylla Rodrigues Coelho, José Augusto Ferreira da Silva, Marcelo Vizeu Dias

Resumo


O lodo proveniente do tratamento de esgotos é um problema ambiental decorrente de um crescente aumento do volume resultante do tratamento. A disposição do resíduo na agricultura é permitida, graças aos efeitos positivos demonstrados nas pesquisas, em conjunto com procedimentos dispostos pelo Poder Público para seu gerenciamento. Foram destacadas na revisão bibliométrica, os pontos principais para o emprego do lodo, limitações, benefícios, sua importância como ferramenta de auxílio na recuperação de áreas degradadas e substrato florestal, além das experiências bem sucedidas em diferentes formas de aproveitamento. Após apurar os indicativos positivos, podemos promover o emprego do biossólido na Região dos Lagos de forma sustentável em atividades autorizadas, permitindo a viabilidade socioambiental do composto.


Palavras-chave


sustentabilidade, adubo orgânico, biossólido.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/ric.2019.39002

Direitos autorais 2019 Thamylla Rodrigues Coelho, José Augusto Ferreira da Silva, Marcelo Vizeu Dias


 

ISSN: 2316-7041 | Indexada em:

 

Licença Creative Commons

A Revista Internacional de Ciências está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.