DIAGNÓSTICO E ANÁLISE DOS CONFLITOS DA ARBORIZAÇÃO URBANA: ESTUDO DE CASO DO BAIRRO DO GRAJAÚ (Rio de Janeiro)

Mariana Guedes Guimarães, Ricardo Abranches Felix Cardoso Júnior

Resumo


A arborização é um importante componente da paisagem urbana, proporcionando inúmeros benéficos relacionados ao bem estar da população. Neste trabalho foi realizado um diagnóstico da arborização urbana do bairro do Grajaú, localizado na cidade do Rio de janeiro, com ênfase no diagnóstico dos conflitos urbanos presentes, sendo o levantamento realizado entre agosto e novembro de 2016. Foram inventariados um total de 2.733 indivíduos arbóreos e arbustivos, correspondentes a 56 espécies, distribuídos em 22 ruas e avenidas do bairro. A espécie de maior abundância é a Amendoeira (Terminalia Catappa L), responsável por uma frequência de 15% em relação ao total de árvores, seguido do Oiti (Licania Tomentosa (Benth.) Fritsch) com 11% de indivíduos. Quanto à problemas no sistema radicular, apenas 13,4% das árvores apontam algum tipo de dano. Em relação as copas das árvores, constata-se 87 indivíduos com a copa desequilibrada e isso representa um total de 3,2% do total das árvores. Os conflitos com a fachada, o telhado, a via e a rede elétrica são os que causam maiores problemas com os elementos urbanos. A partir das informações coletadas em campo foi possível planejar o manejo arbóreo de forma confiável, objetivando priorizar as árvores e espécies que causam as maiores interferências com elementos urbanos.


Palavras-chave


Silvicultura Urbana; Conflitos Urbanos, Manejo Florestal

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/ric.2019.37464

Direitos autorais 2019 Mariana Guedes Guimarães, Ricardo Abranches Felix Cardoso Júnior


 

ISSN: 2316-7041 | Indexada em:

 

Licença Creative Commons

A Revista Internacional de Ciências está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.