Avaliação do impacto na qualidade do ar após implantação do BRS no Rio de Janeiro

Laiza Molezon Soares, Luciana Maria Baptista Ventura, Eduardo Monteiro Martins, Fellipe de Oliveira Pinto

Resumo


Nos grandes centros urbanos, como a cidade do Rio de Janeiro (RJ), o planejamento da mobilidade urbana é de suma importância na qualidade de vida dos cidadãos, uma vez que os inventários regionais apontam que os veículos a diesel (ônibus e caminhões) são os principais contribuintes da poluição do ar no RJ. No bairro de Copacabana - RJ foi implantado em 2011, um novo sistema de transporte, Bus Rapid Service (BRS), que trata da criação de faixas preferenciais para ônibus em vias já existentes, priorizando o transporte público coletivo, sem grandes alterações na estrutura viária. Logo, o objetivo deste estudo foi avaliar o impacto na qualidade do ar após a implantação do BRS em Copacabana - RJ. Para tal, foram utilizados os dados do monitoramento automático de qualidade do ar (PM10, SO2 e CO) da estação de Copacabana de 2010 a 2016, pertencente à Secretaria de Meio Ambiente da cidade do Rio de Janeiro. A análise de longo período de SO2 mostrou redução de 60% em 2016 e a de curto período mostrou redução de 72% em 2014 quando comparados a 2010, ou seja, antes da implantação do BRS. A concentração de CO nos períodos de pico reduziu 67±1% em 2016 em relação à 2010. A análise de curto período de PM10 mostrou redução de 9%, 2% e 7% de 2010 para 2012, 2013 e 2014, respectivamente. Portanto, este novo sistema de transporte (BRS) trouxe benefícios para a qualidade do ar da região, pois com a redução e otimização da frota de ônibus, houve a organização do fluxo de veículos, reduzindo os congestionamentos e consequentemente as emissões dos poluentes atmosféricos.

Palavras-chave


PM10; SO2; CO; BRS; Qualidade do Ar.

Texto completo:

XML


DOI: https://doi.org/10.12957/ric.2018.33616

Direitos autorais 2018 Revista Internacional de Ciências


 

ISSN: 2316-7041 | Indexada em:

 

Licença Creative Commons

A Revista Internacional de Ciências está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.