Metodologia para identificação de bactérias do solo através da manipulação de cores primárias

Thiago Alonso Merici, Victor Barbosa Saraiva, Alexandre Peixoto do Carmo

Resumo


Por possuírem funções vitais na natureza, as bactérias são constante objeto de estudos. Elas são aplicadas para degradar poluentes em um processo de biorremediação, em áreas contaminadas, muito comuns em regiões litorâneas, que estão sempre sendo agredidas em consequência da exploração e transporte de petróleo, e na agricultura com a finalidade de melhorar, em vários aspectos, a qualidade das técnicas de cultivo e dos produtos cultivados. Algumas bactérias encontradas na restinga de Massambaba em Arraial do Cabo, RJ, possuem características relacionadas às suas cores que chamaram a atenção dos pesquisadores do Laboratório de Ecotoxicologia e Microbiologia Ambiental, LEMAM. A luz é uma radiação eletromagnética que pode ser percebida visualmente através de cores quando esta interage com o meio. Alguns sistemas podem eliminar as características subjetivas de interpretação das cores, criando padrões de representação para as mesmas. Este artigo é sobre um estudo experimental e utiliza a manipulação das cores primárias verificadas em fotografias digitais de culturas de bactérias. As cores são transformadas matematicamente, transitando entre espaços de representação de cores sendo identificadas em cada um deles e representadas no cubo de cores RGB e no diagrama de cromaticidade. Através da metodologia proposta no trabalho, foi possível verificar os comprimentos de onda predominantes na cor de cada espécie, assim como identificá-las por suas localizações no diagrama de cromaticidade.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/ric.2017.28906

Direitos autorais


 

ISSN: 2316-7041 | Indexada em:

 

Licença Creative Commons

A Revista Internacional de Ciências está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.