Bioensaios em sementes de Lactuca sativa L. com extrato de folhas de Kielmeyera coriacea Mart. & Zucc.

Vanessa Damasceno Gonçalves, Maria de Fátima Barbosa Coelho, Elisangela Clarete Camili

Resumo


O objetivo neste trabalho foi avaliar o potencial alelopático do extrato de folhas de K. coriacea, espécie nativa do Cerrado, conhecida como pau-santo, sobre a germinação e desenvolvimento de plântulas de alface. O extrato foi obtido com a trituração de 50 g de folhas em 500 mL de água destilada e, por diluição em água obtiveram-se as concentrações de 0, 25, 50, 75 e 100%. O bioensaio foi conduzido com as cinco concentrações e quatro repetições de 50 sementes de alface. As sementes foram colocadas para germinar em caixas de plástico transparentes sobre duas folhas de papel mata-borrão umedecidas com os extratos. As caixas foram tampadas e mantidas a 20 °C e fotoperíodo de 12 horas, durante sete dias. As características avaliadas foram porcentagem de germinação e de plântulas anormais, índice de velocidade de germinação, comprimento da parte aérea e da raiz, massa fresca e seca das plântulas e, calculou-se o índice de efeito alelopático. O índice de velocidade de germinação, o comprimento da parte aérea e da raiz e a massa seca das plântulas diminuíram até a concentração de 75%. A maior concentração do extrato ocasionou formação de 100% de plântulas anormais. O extrato foliar de pau-santo não afetou a germinação das sementes que variou de 97,5 a 100%, no entanto, o potencial alelopático foi verificado nas características de desenvolvimento das plântulas de alface.

 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/ric.2016.21813

Direitos autorais


 

ISSN: 2316-7041 | Indexada em:

 

Licença Creative Commons

A Revista Internacional de Ciências está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.