FLORÍSTICA E ESTRUTURA DE UM REFLORESTAMENTO NO MACIÇO DA TIJUCA, RIO DE JANEIRO, RJ, BRASIL

Lucas Geromel Góes, Maria Fernanda Quintela

Resumo


O objetivo do presente trabalho foi avaliar a florística e estrutura de um reflorestamento com três anos e seis meses após o plantio, no Maciço da Tijuca, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Foram analisados todos os indivíduos do estrato arbustivo ou arbóreo, plantados e regenerantes, obtidos em amostragens realizadas em 44 parcelas de 25 × 4m, instaladas aleatoriamente na área de reflorestamento. Foram amostrados 1550 indivíduos pertencentes a 95 espécies (42 plantadas, 25 exclusivas do estrato regenerante e 28 foram encontradas tanto plantadas como regenerantes), 74 gêneros e 34 famílias, para uma área total de 0,44 ha. O dossel chegou aos sete metros, no entanto, a maioria dos indivíduos plantados ou regenerantes concentrou na classe de até 1m. A área basal foi estimada em 4,17 m²/ha, sendo que as espécies pioneiras contribuíram com 79,4%. A diversidade foi satisfatória devido a inclusão das espécies regenerantes no levantamento. A falta de manutenção afetou negativamente a estrutura do reflorestamento.

DOI da revista: http://dx.doi.org/10.12957/ric.2015.16690


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/ric.2015.16690

Direitos autorais


 

ISSN: 2316-7041 | Indexada em:

 

Licença Creative Commons

A Revista Internacional de Ciências está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.