Políticas Editoriais

Foco e Escopo

A Revista Interinstitucional Artes de Educar - RIAE - é uma publicação científica on line, de acesso livre, mantida pelos Programas de Pós-graduação em Educação das seguintes Instituições de Ensino Superior: Universidade do Estado do Rio de Janeiro/Faculdade de Formação de Professores  (UERJ/FFP); Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ/IM-IE) e Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Tem como missão alimentar a arte de pensarpraticar a educação, entrelaçando movimentos éticos, estéticos e políticos. Dentre os objetivos da Revista está o de divulgar a produção de pesquisadores e professores brasileiros e estrangeiros, propiciando um diálogo entre os diferentes campos e espaços da educação.  Publica dossiês temáticos, ensaios, resenhas, relatos de experiências entre outras contribuições, tendo periodicidade quadrimestral. Acolhe publicações em língua estrangeira (inglês/espanhol). Os artigos apresentarão resumos em português e inglês ou espanhol.

A cobertura temática encontra-se classificada no CNPq como 7.00.00.00-0 Ciências Humanas; 7.08.00.00-6 Educação.

 

Políticas de Seção

Expediente

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Editorial

Editores
  • Carmen Sanches
Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Apresentação

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Dossiê temático

Para essa seção os trabalhos inéditos devem ater-se a um tema específico para cada número da Revista.

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Artigos

Política padrão de seção

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Seção Especial

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Relatos de experiências

Serão aceitos relatos escritos sobre as múltiplas artes de fazer e de viver os acontecimentos da educação.

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Resenhas

Nesta seção serão aceitas resenhas de livros, teses, dissertações, filmes e acontecimentos culturais;

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Entrevistas

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Pareceristas

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

DOSSIÊ PEDAGOGIAS VITAIS RIBEIRO RAMALLO OGÊDA

Editores
  • Adrianne Guedes
  • Tiago Ribeiro
Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Edição temática

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Demanda contínua

Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Dossiê Pedagogia Macunaímica

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

A Revista Interinstitucional Artes de Educar aceita para publicação artigos inéditos de autores brasileiros e estrangeiros que tratem de educação, resultantes de pesquisas, assim como de experiências que contribuam para o avanço do conhecimento e de práticas com a escola.

São publicados também resenhas e relatos de experiência. Na seção Dossiês, são publicados artigos e textos dentro do campo de pertinência do tema proposto. Os artigos de fluxo continuo poderão ou não obedecer ao tema central do dossiê proposto para o mesmo número.

A publicação de artigos está condicionada a uma avaliação prévia da Comissão Editorial e de dois pareceristas ad hoc. Em caso de divergência, é solicitado um terceiro parecer. Recursos e problemas específicos são examinados e decididos pela Comissão Editorial.

A seleção de artigos para publicação toma como critérios básicos a contribuição à educação e à linha editorial da Revista, a originalidade do tema ou do tratamento dado ao mesmo, assim como a consistência da abordagem teórica e metodológica.

Uma vez sugeridas modificações de estrutura ou de conteúdo pelos pareceristas ou pela Comissão Editorial, estas deverão ser incorporadas pelos autores no artigo, como condição de sua posterior publicação. As modificações efetuadas pelos autores deverão retornar aos pareceristas para que estes finalizem o processo de avaliação. No caso do número de artigos aprovados ser superior a capacidade de publicação da Revista, a Comissão Editorial fará uma seleção dos artigos com melhor avaliação feita pelos pareceristas ad hoc.

Os pareceristas ad hoc que fazem parte do quadro de avaliadores dos textos submetidos são professores-pesquisadores de destaque nas suas atuações no campo da Educação e que concordam com a política editorial da revista.

Os artigos submetidos à Revista deverão ter seu processo de avaliação concluído em no máximo quarenta e cinco dias.

 

Periodicidade

A RIAE é uma publicação quadrimestral.

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...

 

Conselho Editorial

Dr. Alfredo J. Artiles - (Professor da Arizona State University – USA)

Dra. Ana Maria Monteiro  - (Professora Associada da UFRJ)

PhD. Annelli Frellin (Professora Assistente da Universidade de Gävle - Suécia)

Dr. Carlos Eduardo Ferraço (Professor Associado da UFES)

Dr. Carlos Skliar - (Pesquisador Principal da FLACSO - Sede Argentina)

Dra. Catherine Walsh - (Professora da Universidad Andina Simon Bolivar - Equador)

Dra. Filomena Monteiro (Professora Associada da UFMT)

Dr. Guilherme do Val Toledo Prado (Professor Adjunto da UNICamp)

Dra. Ines Assunção de Castro Teixeira (Professora Associada da UFMG)

Dr. Nelson Pretto - (Professor Associado da UFBA)

Dra. Nilma Gomes  (Reitora ProtemporeUnilab - Professora Adjunta da UFMG)

Dr.  Marcos Reigotta (Professor Titular da UNISO)

Dra. Maura Corcini Lopes (Professora Titular da Unisinos)

Dra. May Waddington Telles Ribeiro (Professora Adjunta da UFPI)

Dra. Monica Magalhaes Kassar - (Professora Associada da UFMS)

Dra. Olinda Evangelista (Professora Titular da UFSC)

Dr. Ricardo Manuel das Neves Vieira (Professor do Instituto Politécnico de Leiria – Portugal)

Dra. Teresa Esteban (Professora Associada da UFF)

PhD. Todd Alan Price (Professor Associado da National Louis University - EUA)

Dr. Vera Lucia Jacob Chaves (Professora Associada da UFPA)

Dra. Virginia de Oliveira Silva - (Professora Adjunto da UFPB)

 

Editores de Apoio

Carlos César de Oliveira - FFP/UERJ

Izadora Martins da Silva de Souza - UFRRJ

Letícia Pacheco de Mello Trotte - FFP/UERJ

 

Ética e publicação

Conflitos de Interesse

Existe conflito de interesses, quando o original está baseado em uma tese ou em uma dissertação; havendo, neste caso, a necessidade de indicar o nome do autor, o título, o ano, o nome do programa de pós-graduação e a instituição em que os trabalhos foram apresentados. A confiabilidade pública no processo de revisão por pares e a credibilidade de artigos publicados dependem em parte de como esses conflitos de interesses são administrados durante a redação, a revisão por pares e a tomada de decisões pelos editores.

Os conflitos podem surgir quando autores, revisores ou editores possuem interesses que, aparentes ou não, podem influenciar a elaboração ou a avaliação de manuscritos, podendo ser eles de natureza pessoal, comercial, política, acadêmica ou financeira.

Quando os autores submetem um manuscrito, eles são responsáveis por reconhecer e por revelar conflitos de natureza financeira ou de natureza diversa que influenciaram o trabalho. Os responsáveis devem reconhecer no manuscrito todo o apoio financeiro para o trabalho e outras conexões financeiras ou pessoais com relação à pesquisa. O relator deve revelar aos editores quaisquer conflitos de interesse que poderiam influir em sua opinião sobre o manuscrito, e, quando couber, deve declarar-se não qualificado para revisá-lo.

Se os autores não estiverem certos do que pode constituir um potencial conflito de interesses, devem contatar a secretaria editorial da revista.

 

Ética de Publicação e Declaração sobre más práticas

É responsabilidade dos autores, dos avaliadores e dos editores envolvidos no processo editorial preservar a ética alinhada aos princípios científicos.

Cabe a Revista Interinstitucional Artes de Educar manter a ética e a qualidade dos textos publicados, estando suas diretrizes estão de acordo com:

Dos autores: os autores devem apresentar uma discussão objetiva sobre o significado do trabalho de pesquisa, bem como detalhes suficientes e referências que permitam a replicação dos experimentos. Afirmações dotadas de fraude ou de imprecião constituem comportamento antiético e, por isso, inaceitáveis. Resenhas também devem ser objetivas, compreensivas e levar em conta o estado da arte de forma precisa. Os autores devem garantir que seu trabalho é inteiramente original, e que as citações de trabalhos de outros pares são adequadamente apresentadas. Plágio em todas as suas formas constitui prática antiética e é inaceitável. Igualmente, submeter o mesmo manuscrito para mais que uma revista ao mesmo tempo também constitui um comportamento antiético e é inaceitável. Autores não devem submeter artigos que descrevam substancialmente a mesma pesquisa para mais de um perieodico. O autor responsável pela submissão deve garantir que há aceitação completa de todos os coautores sobre a versão final do artigo e de sua submissão para publicação.

Editores: editores devem avaliar manuscritos exclusivamente a partir de seu mérito acadêmico. Um editor não deve utilizar informações não publicadas em sua própria pesquisa sem o consentimento expresso dos autores. Editores devem tomar medidas razoáveis e responsivas no caso de reclamações em relação a um manuscrito submetido ou um artigo publicado.

Pareceristas: cada manuscrito recebido para avaliação deve ser tratado como documento confidencial. Informação privilegiada ou ideias obtidas por meio de peer review devem ser mantidas sob sigilo e não podem ser utilizadas de forma a obter vantagem pessoal. Avaliações devem ser conduzidas de forma objetiva, e observações devem ser formuladas claramente com argumentos fundamentados de forma que os autores possam utilizá-las na aprimoração de seus artigos. Se um revisor selecionado se sentir desqualificado ou impossibilitado de realizar uma avaliação, deve comunicar prontamente ao o editor. Avaliadores não devem aceitar manuscritos para análise com os quais eles possuam qualquer conflito de interesses resultado de relações competitivas, colaborativas ou relações de outro caráter.