Transformando a constituição em realidade: o princípio da solidariedade como alicerce e vetor do direito fundamental à paz no ambiente escolar

Bárbara Michele Morais Kunde, Jorge Renato dos Reis

Resumo


A dignidade é valor intrínseco do ser humano, assegurando-lhe o direito de exercício de direitos individuais, promovendo a autorrealização por meio da liberdade de escolha e de autogestão. Todavia, a sociedade moderna caracteriza-se pela complexidade das relações sociais, os direitos devem ser exercidos com uma consciência ampliada: a de bem comum. Diante deste contexto, o problema a ser enfrentado é se o princípio da solidariedade se traduz como instrumento de promoção do equilíbrio e harmonia da vida em sociedade, que contribuirá na concretização do direito fundamental à paz. Com esta visão de ser humano além de si mesmo, o ambiente escolar é propício à prática do princípio da solidariedade, permitindo que as decisões afetas a estes personagens, sejam tomadas de maneira responsável, compromissando cada um com os resultados obtidos. A oportunidade de participação no contexto da diversidade de pontos de vista acerca de um mesmo fato ou direito revela, necessariamente, a diferença, exigindo tolerância quanto ao modo de pensar e estimulando, através do respeito, a convivência pacífica. Diante deste exercício precoce da cidadania, busca-se comprovar que a formação do jovem estudante será diferenciada, mais voltada ao bem-comum, e sendo ele o adulto de amanhã, construirá, com base nestes valores, a sociedade almejada pela Constituição Federal, que é mais justa e solidária.


Palavras-chave


Ambiente escolar; Bem comum; Paz social; Princípio da solidariedade

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/rfd.2019.38713

Indexada em:

Journals for Free

Endereço: Campus Maracanã, Pavilhão João Lyra Filho, 7º andar, Bloco F, sala 7123 Para atendimentos, agende um horário, através do e-mail: rfd.uerj@gmail.com  Telefones: (21) 2334-0507 e (21) 2334-2157. ISSN: 22363475.