A universidade em regiões amazônicas: pesquisa, ensino e mudança social

Lucio Jose Dutra Lord

Resumo


A universidade tem seu papel discutido na atualidade e demandas diversas lhe são dirigidas, gerando desafios para sua consolidação como ator social. No caso da região amazônica os desafios são envoltos por dinâmicas sociais pautadas pela desigualdade, históricos de silenciamentos e discursos legitimadores do exercício do poder. O presente artigo discute estes temas a partir da investigação sobre o papel que a Universidade do Estado do Mato Grosso desenvolveu entre 2006 e 2019 na região da Amazônia mato-grossense por meio de programas de pesquisa e projetos de ensino engajados com a realidade de grupos menos favorecidos. O estudo é de base sociológica e dialoga com perspectivas da análise do discurso e da educação. Como resultado conclui-se que o papel e atuação da universidade depende de condições internas e externas, exigindo análise de conjuntura.

Palavras-chave


universidade; amazônia, discurso; poder.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/teias.2020.49698

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - A2 (2017/2018) 
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional