Currículos e Infâncias Nômades

Sueli Soares da Silva Moreira, Maria Riziane Costa Prates, Cândida De Nadai Ton

Resumo


Trata de inquietações sobre currículos e infâncias, objetivando compreender a relação produzida entre professores e crianças e a condição de nomadismo nos contextos de aprendizagens de um Centro de Educação Infantil no município de Vitória - ES. As contribuições teórico-metodológicas são de Rolnik, Pelbart, Larrosa, Carvalho, dentre outros, pela cartografia das paisagens escolares e as redes de conversações que podem desterritorializar modos de tecer conhecimentos na escola. Conclui que os nomadismos curriculares inventados por crianças e professores ajudam a pensar a educação como experiência-sentido, pela diferença como força que entrecruza o sedentarismo e transforma aprendizagens, infâncias e docências.

Palavras-chave


Currículos; Infâncias; Nomadismo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/teias.2018.37187

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - B1 - Educação
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional