ALDEIA-ESCOLA DO POVO INDÍGENA ZORÓ: UMA PROPOSTA DE EDUCAÇÃO PARA ALÉM DA ESCOLA

Patrícia Dias, Darci Secchi

Resumo


O texto apresenta reflexões a respeito da concepção de educação que vai além dos espaços hegemônicos de propagação dos conhecimentos estabelecidos pela racionalidade científica, rígida, unificadora, produtora de assimetrias. Apoia-se em dados de pesquisas, na observação de campo e em narrativas de professores e lideranças indígenas Zoró. Conclui-se que o modo de fazer educação do povo Indígena Zoró, ainda que existam desafios, supõe uma maneira singular de pensar a educação ao desafiar a lógica da modernidade e incorporar outros saberes e modos de ser e de viver no contexto escolar e ao inserir outros espaços no processo de ensino e aprendizagem, ações que vão produzindo autonomia e ressignificações dentro e fora da escola.


Palavras-chave


Educação. Educação escolar indígena intercultural. Povo Indígena Zoró.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/teias.2018.34139

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - B1 - Educação
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional