PEDAGOGIAS DA MATERNIDADE NO ÂMBITO DA POLÍTICA PRIMEIRA INFÂNCIA MELHOR/RS

Carin Klein, Dagmar Estermann Meyer

Resumo


Este trabalho analisa uma política pública, voltada para a promoção de uma Primeira Infância Melhor (PIM), compreendendo-a como uma instância pedagógica que se propõe a educar mulheres, no sentido de instituir formas de exercer a maternidade. A pesquisa inscreve-se nos campos dos estudos de gênero e dos estudos foucaultianos, e o material empírico, examinado na perspectiva da análise de discurso, foi produzido em um trabalho de campo de caráter etnográfico, realizado no município de Canoas (RS). Interessa-nos indicar a articulação que se faz entre determinadas formas de exercício da maternidade, vulnerabilidade social e políticas públicas, pois é nessa conexão que as mulheres são posicionadas como agentes centrais e chamadas a se responsabilizar, por meio do exercício/delimitação de funções maternas, pela promoção de ações em torno do desenvolvimento integral das crianças.


Palavras-chave


Educação; Maternidade; Políticas Públicas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/teias.2018.33408

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - B1 - Educação
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional