A Mídia e sua Cultura da Virtualidade a Serviço da Fragmentação dos Vínculos Educacionais

Ednaldo Antonio da Silva

Resumo


A mídia em redes sociais proporciona uma nova forma de identidade pessoal, altera as formas de percepção das pessoas sobre as outras, sobre o meio, e sobre si mesmo. O presente artigo tem o objetivo de analisar as estratégias usadas pela comunicação de massa que interfere na sociabilidade das pessoas. Método: O desenho metodológico usado foi à pesquisa bibliográfica. Os resultados: O uso destas ferramentas modificou as maneiras de transmissão, recepção e decodificação de bens simbólicos, transformando significativamente o comportamento influenciando as relações entre as pessoas, os vínculos familiares, o mercado e o consumidor, ditando regras, traçando normas e criando ideologias. A cultura da virtualidade cria e recria uma conjuntura de relações pessoais e de trocas simbólicas, marcada pela interação tecnologias. Conclusão: A tecnologia deve ser usada para o fortalecimento dos laços afetivos para resolução dos problemas.


Palavras-chave


Currículo; Comunicação; Cultura; Educação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/teias.2018.33276

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - B1 - Educação
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional