EDUCACÃO FÍSICA E MATEMÁTICA: um diálogo sobre a linguagem do corpo brincante

Raquel Firmino Magalhães Barbosa

Resumo


Este artigo trata de alguns entendimentos sobre diferentes linguagens expressas nas brincadeiras infantis, analisadas por duas grandes áreas, a Educação Física e a Matemática, que estão entremeadas no campo da ludicidade. Apresenta uma abordagem qualitativa com crianças de cinco anos, da Educação Infantil de Cuiabá/MT, que demonstraram a intensa agnação entre esses dois campos apreciados pela natureza social dos jogos e as aplicações matemáticas. Uma breve análise mostrou que os princípios matemáticos estão imiscuídos na engenharia brincante e que promove uma série de descobertas diante das trocas simbólicas e da configuração da brincadeira. Portanto, essas linguagens anunciadas durante a brincadeira podem se tornar instrumentos para pensar e/ou repensar sobre a performance do corpo brincante.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - A2 (2017/2018) 
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional