La filosofia etica della traduzione: Pirandello tradotto in Brasile attraverso gli occhi di Walter Benjamin e Antoine Berman

Sandra Dugo

Resumo


ABSTRACT: Pensare l’etica della traduzione consente di riflettere su una possibile teoria della traduzione moderna. Il confronto filologico e semantico tra le due lingue neo-latine (l’italiano e il portoghese brasiliano) permette di scoprire differenze e similitudini tra i due idiomi. In tale prospettiva, Antoine Berman considera la traduzione un incontro con lo straniero, ritenendo che sia una prova in cui il testo originale viene estratto dal suo contesto linguistico e culturale e trasformato. Nel contesto del pirandellismo brasiliano la grande quantità delle traduzioni delle opere di Pirandello nel Novecento dimostra che è stato un importante drammaturgo e narratore italiano del XX secolo. Riflettendo sul processo della traduzione, si pensi che la creazione della nuova opera tradotta in portoghese brasiliano è una trasformazione del codice linguistico del testo originale attraverso la trasformazione semiotica, rispettando il contenuto tematico. Pensando al processo di sviluppo della trasformazione linguistica, si propone una lettura comparata tra il testo originale italiano e il corrispondente in portoghese. L’opera pirandelliana tradotta può essere considerata una nuova composizione del testo di partenza che ha assunto un altro codice linguistico, caratterizzato dai sinonimi della lingua di arrivo. Si scopre che la nuova creazione teatrale o narrativa può essere confrontata con il testo originale, come una re-interpretazione inter-testuale. Si propone una lettura comparata di alcuni brani di testi drammaturgici di Pirandello tradotti in lingua portoghese con i corrispettivi in lingua originale.

Parole chiave: Etica della traduzione. Identità/alterità. Comprensione e interpretazione del testo. Intenzionalità del traduttore. Luigi Pirandello.

 

RESUMO: Pensar na ética da tradução consente refletir sobre uma possível teoria da tradução moderna. A comparação filológica e semântica entre as duas línguas neolatinas, (o italiano e o português brasileiro), permite descobrir diferenças e similitudes entre os dois idiomas. Neste sentido, Antoine Berman considera a tradução um encontro com o estrangeiro, revelando que se trata de uma prova em que o texto original é extraído do seu contexto linguístico e cultural para ser modificado. No contexto do pirandellismo brasileiro, a quantidade de traduções das obras de Pirandello é a demonstração que ele foi um importante escritor dramaturgo mais conhecido e estudado a partir dos anos vinte do século XX até hoje. Refletindo sobre o processo da tradução, considere-se que a criação da nova obra traduzida em português é uma transformação do código linguístico do texto original, através de uma mudança semiótica, respeitando o conteúdo. Pensando o processo de desenvolvimento desta transformação linguística, propõe-se uma leitura comparada entre o texto original em língua italiana e o correspondente texto traduzido em português. A obra pirandelliana traduzida pode ser considerada uma nova elaboração do texto de partida que tem assumido outro código linguístico, caracterizado por sinônimos do novo idioma de chegada. Assim, constatamos que a nova criação teatral ou narrativa aproxima-se ao texto original como reinterpretação intertextual. Proponho uma leitura comparada através de diferentes textos de Pirandello, traduzidos em português com os correspondentes na língua italiana.

Palavras-chave: Ética da tradução. Identidade/alteridade. Compreensão e interpretação do texto. Intencionalidade do tradutor. Luigi Pirandello.

 

ABSTRACT: Thinking about the ethics of translation allows us to reflect on a possible theory of modern translation. The philological and semantic comparison between the two neo-Latin languages (Italian and Brazilian Portuguese) allows to discover differences and similarities between the two languages. In this perspective, Antoine Berman considers the translation an encounter with the foreigner, believing it to be a test in which the original text is extracted from its linguistic and cultural context and transformed. In the context of Brazilian pirandellism, the large number of translations of Pirandello’s works in the twentieth century shows that he was an important 20th-century Italian playwright and writer. Reflecting on the translation process, consider that the creation of the new work translated into Brazilian Portuguese is a transformation of the original text’s linguistic code through the semiotic transformation, respecting the thematic content. Thinking about the process of development of linguistic transformation, I propose a comparative reading between the original Italian text and the correspondent in Portuguese language. The translated Pirandellian work can be considered a new composition of the source text that has taken on another linguistic code, characterized by the target language’s synonyms. yWe find that a new theatrical or narrative creation can be compared with the original text, as an intertextual interpretation. I propose a comparative reading of some passages of Pirandello’s dramaturgical texts translated in Portuguese language with the correspondent original language.

Keywords: The translation ethics. Identity/otherness. Text comprehension and text interpretation. The translator’s intentionality. Luigi Pirandello  


Palavras-chave


Ética da tradução. Identidade/alteridade. Compreensão e interpretação do texto. Intencionalidade do tradutor. Luigi Pirandello.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
A Revista Italiano UERJ está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.


Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Instituto de Letras


Rua São Francisco Xavier, 524, 11° andar, CEP 20559-900, Maracanã, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
E-mail: revistaitalianouerj@gmail.com