Entre narrativas e ensaios: a confluência de gêneros na produção literária de Leonardo Sciascia

Gisele Palmieri

Resumo


RESUMO: Considerado um grande crítico da realidade siciliana, Leonardo
Sciascia produziu diversos ensaios e romances cujo objetivo era a revisão da
situação de marginalidade de uma Sicília à parte do resto do país e do mundo. Do material ensaístico e do profundo conhecimento da história da ilha, surgem os seus ditos romances ensaio, narrativas ficcionais que, como Sciascia afirma,
nascem não da pura representação, mas do que é “encontrado” na realidade, ou
seja, de fatos que são o ponto de partida para a criação literária. Esses fatos
dizem respeito àquilo que incomoda o autor, o “atraso” da ilha em relação ao
restante da Itália e do mundo. É a partir dessa inquietação, que o já experiente
ensaísta e crítico da problemática realidade insular parte para a representação;
decide, então, realizar a tão necessária revisão dos problemas dessa região pelas lentes da ficção. Este trabalho visa mostrar como o autor, utilizando o gênero romance, objetivava provocar a mesma reflexão que os seus ensaios.

Palavras-chave: Ensaio. Ficção. Representação. Máfia. Giallo.

ABSTRACT: Considerato un grande critico della realtà siciliana, Leonardo
Sciascia ha prodotto saggi e romanzi il cui obiettivo era la rivisione della
situazione di marginalità di una Sicilia in disparte del resto del paese e del mondo. Dal materiale saggistico e dalla profonda conoscenza della storia dell’isola,sorgono i cosidetti romanzi-saggio, delle narrative fizionali che, come lo stesso Sciascia afFerma, nascono non dalla pura rappresentazione, ma da quello che viene “trovato” nella realtà, cioè, dai fatti che sono il punto di partenza per la creazione letteraria. Tali fatti riguardano quello che dà fastidio all’autore, l’arretratezza dell’isola per quanto riguarda il resto dell’Italia e del mondo. È a partire da questa inquietazione che il già esperiente saggista e critico della problematica realtà isolana parte per la rappresentazione; decide, dunque, compiere la necessaria rivisione dei problemi di questa regione attraverso le lenti della finzione. Questo lavoro intende far vedere come l’autore, facendo uso del genere romanzo, voleva provocare la stessa riflessione dei suoi saggi.

Parole chiave: Saggio. Finzione. Rappresentazione. Mafia. Giallo.

ABSTRACT: Considered a great critic of Sicilian reality, Leonardo Sciascia
produced several essays and novels that aimed to revise the situation of
marginality of a Sicily apart from the rest of the country and the world. From his
essays and his deep knowledge of the history of the island, his essay novels
emerge, fictional narratives which, as Sciascia states, are born not from pure
representation, but from what is "found" in reality, that is, facts as a starting
point to literary creation. These facts are related to what bothers the author, the
"backwardness" of the island compared to the rest of Italy and the world. It is
from this concern that the experienced essayist and critic of the island's
troublesome reality relies on representation: he decides to pursue the so needed revision of this region's problems through the fiction lens. This work aims to show how the author used the romance genre to
provoke the same reflection as in his essays.

Keywords: Essay. Fiction. Representation. Mafia. Giallo.


Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
A Revista Italiano UERJ está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.


Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Instituto de Letras


Rua São Francisco Xavier, 524, 11° andar, CEP 20559-900, Maracanã, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
E-mail: revistaitalianouerj@gmail.com