Sobre o processo de formação da consciência: limites e potencialidades para a afirmação de projetos coletivos

Fátima da Silva Grave Ortiz

Resumo


O texto tem por objetivo contribuir com a análise do processo de constituição da consciência e da alienação, mostrando suas particularidades na ordem capitalista. Objetiva ainda fundamentar a necessidade de fortalecimento da consciência crítica para a construção de uma nova ordem societária.Parte do pressuposto que a consciência não é uma condição natural do homem, mas um processo que se constitui a partir da relação do homem com o trabalho. Esta relação se transforma durante a história, em especial com o capitalismo, que gera particulares formas de alienação. Este processo incide diretamente sobre a capacidade que os sujeitos têm de associarem-se a projetos coletivos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/rep.2012.3879

 

 

                                              

ISSN: 1414-8609 | e-ISSN: 2238-3786 JournalDOI: http://doi.org/10.12957/rep

Licença Creative Commons