Movimentos e Lutas Sociais na Saúde: o caso do movimento nacional da luta antimanicomial

Marco José de Oliveira Duarte

Resumo


O presente artigo tem como objetivo problematizar o movimento nacional da luta antimanicomial no cenário contemporâneo dos novos movimentos sociais no Brasil. Tomando como referência teórico-conceitual ehistórica a construção do campo e da nova política de saúde mental brasileira e, principalmente, a institucionalidade do novo modelo de atenção psicossocial oriundo da crítica manicomial-hospitalocêntrica. Assim, a partir de uma revisão bibliográfica atual, analisamos a constituição do referido movimento que vem se expressando enquanto um sujeito social presente na es-fera pública da saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/rep.2010.2888

 

 

                                              

ISSN: 1414-8609 | e-ISSN: 2238-3786 JournalDOI: http://doi.org/10.12957/rep

Licença Creative Commons