Políticas Editoriais

Foco e Escopo

A revista Em Pauta. Teoria social e realidade contemporânea é um veículo de divulgação científica da Faculdade de Serviço Social da UERJ, e, desde o seu 19º número, apresenta um novo projeto editorial e gráfico, condizente com normas acadêmicas e editoriais internacionais requeridas para indexação de periódicos científicos. A Revista tem 33 números publicados e consta do programa QUALIS da CAPES com avaliação A2 na área de Serviço Social, em nível nacional. Os temas de publicação da revista gravitam em torno das áreas de concentração do Programa de Pós-Graduação em Serviço Social (Mestrado e Doutorado): Políticas Sociais e Trabalho.

A Revista é espaço de debate e difusão da produção acadêmica resultante de pesquisas científicas, ensaios, resenhas, traduções e expressões culturais concernentes à teoria social e realidade contemporânea. Simultaneamente é espaço de intercâmbio de idéias produzidas em diversos contextos e continentes, condizente com a precípua natureza da instituição universitária.

Nessa perspectiva, a Revista Em Pauta afirma-se como um veículo editorial profundamente sintonizado com os processos sociais que adensam a realidade nacional, latino-americana e internacional, e atento aos seus desdobramentos conjunturais. Esforça-se para contribuir com o fomento e difusão do acervo de interpretações teórico-críticas sobre o cenário atual na ótica dos sujeitos coletivos que representam os interesses do trabalho, ao tempo em que deseja impulsionar o debate e a polêmica com outras vertentes do pensamento social.

Ao integrar de forma indissociável teoria e história, a Revista inscreve-se no terreno de resistência teórica e prático-política à hegemonia do grande capital, com prevalência no cenário mundial e particulares expressões no país e no continente latino-americano.

Em um longo ciclo de tonalidade depressiva da economia mundial, cujo ônus recai predominantemente sobre os países periféricos - e no seu interior sobre o conjunto das classes trabalhadoras -, verifica-se um amplo redimensionamento das funções do Estado a serviço dos interesses dos grandes grupos industriais e das finanças. Aquela hegemonia vem resultando na radicalização e criminalização da questão social, com seu séquito de desigualdades, violências e clamores de resistências. Presencia-se o desmonte das políticas públicas universais, a restrição do emprego e correspondente ampliação do desemprego. Acoplam-se ainda a este quadro a avassaladora destruição do meio ambiente, a violação dos direitos humanos e a destituição dos direitos do trabalho conquistados ao longo da história, mediante lutas coletivas de homens e mulheres na defesa de seus meios de vida, de trabalho e de expressão política e cultural. Estes são alguns dos dilemas, inéditos ou que se metamorfoseiam sob novas formas históricas, da maior envergadura, e que desafiam a razão crítica.

Esse é o terreno sócio-histórico em que se situa o Serviço Social na atualidade, o que o instiga a travar uma ampla interlocução com as produções realizadas no seu âmbito acadêmico. Mas, também, em uma perspectiva inter ou multidisciplinar, com aquelas oriundas de áreas afins, que tenham como marco o pensamento social clássico e contemporâneo para a leitura crítica dos processos macrosocietários e suas feições particulares ligadas aos sujeitos que lhes dão vida.

A Revista da FSS/UERJ, portanto, se constitui em espaço de troca de idéias e críticas produzidas em diversos contextos e continentes, além de ser canal de debate e interlocução sobre os fundamentos, experiências e demandas da profissão. O foco de atenção da Revista está voltado, portanto, para a compreensão de determinações e contradições socioculturais que envolvem a esfera da política e o mundo do trabalho, com destaque para as lutas sociais no Brasil e nos países hispano-americanos, em seus embates por políticas públicas, liberdade e democracia. São lutas e processos que, seguramente, circunscrevem a profissão na América Latina e exigem respostas teóricas, políticas, éticas e novas formas interventivas.

 

 

 

Políticas de Seção

Artigos - Dossiê Temático | Articles - Thematic Dossier

Editores
  • Patricia Trajano
  • Patricia Trajano
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Artigos - Tema Livre | Articles - Free Theme

Editores
  • Patricia Trajano
  • Patricia Trajano
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Mostra Fotográfica | Photography Exhibition

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Entrevista | Interview

Editores
  • Patricia Trajano
  • Patricia Trajano
Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Homenagem de Vida | Homage

Editores
  • Patricia Trajano
  • Patricia Trajano
Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Resenhas | Reviews

Editores
  • Patricia Trajano
  • Patricia Trajano
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

A Em Pauta: Teoria Social e Realidade Contemporânea é arbitrada por pares. Todas as colaborações não encomendadas são encaminhadas à Equipe Editorial – que as submeterá ao processo de avaliação, no sistema duplo cego, a partir do parecer de dois membros do Conselho Editorial Científico, podendo ser realizado convite também a pareceristas ad hoc, a quem cabe recomendar a publicação, mantendo sigilo sobre o parecer emitido. Quando da não coincidência das avaliações, o artigo será enviado para um terceiro parecerista. A Equipe Editorial da Revista, de posse dos pareceres do Conselho Editorial Científico, reserva-se o direito de sugerir aos autores modificações, a fim de adequar os artigos e similares aos padrões da Revista Em Pauta.

Os originais enviados à Revista Em Pauta serão considerados definitivos; os não aprovados, a Equipe Editorial compromete-se a inutilizar o material, e se compromete, ainda, a enviar sempre uma resposta, positiva ou negativa, por e-mail e/ou diretamente ao(s) autor(es). Em caso de aprovação, poderão ser sugeridas modificações, sendo as sugestões encaminhadas ao(s) ao(s) autor(es) para revisão – quando couber para o mesmo número da revista, ou, quando não, para submissão; em próximo número, desde que atendidas as sugestões propostas. Em caso de recusa, não serão comunicadas as razões. Será assegurado o anonimato para os autores no processo de avaliação e aos pareceristas sobre sua avaliação, em qualquer circunstância.

 

 

Periodicidade

Semestral

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

A Revista Em Pauta: Teoria Social e Realidade Contemporânea não aplica taxas de submissão, publicação ou de qualquer outra natureza em seus processos, sendo um veículo científico voltado à comunidade científica brasileira.

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...

 

Edital de Chamada

EDIÇÃO NÚMERO 45 — 1º. semestre de 2020 – Volume 18

DOSSIÊ TEMÁTICO: Questão Étnico-Racial e antirracismo

 

EMENTA

A edição do dossiê temático Questão étnico-racial e Antirracismo tem por objetivo estimular a produção de artigos científicos e promover a divulgação de pesquisas e estudos relevantes para a vida pública brasileira, relativos ao campo das relações étnico-raciais, do racismo e das desigualdades sociais mantidas pelas hierarquias raça/etnia, de gênero e classe. Essas hierarquias estruturam as relações sociais no capitalismo e são a forma social hegemônica no ocidente, particularmente na Américas. No Brasil, mais da metade da população autodeclarada preta, parda e indígena apresenta os piores indicadores sociais comparados aos da população autodeclarada branca.  Condição que requer a contextualização do racismo como questão racial estruturante das/nas relações sociais, sendo premente a difusão de conhecimentos que desvendem criticamente suas origens históricas. O incremento de publicações do Serviço Social sobre antirracismo é um desafio para a formação graduada e pós-graduada em Serviço Social e vai ao encontro da agenda das entidades da categoria quanto ao exercício e a formação profissional. Em tempos de ataque aos direitos, de recrudescimento do conservadorismo e da contrarreforma do Estado no Brasil em defesa dos interesses do capital, o racismo estrutural e discriminações correlatas ganham novas feições atuando para manutenção da “ordem”, na manutenção de privilégios e naturalização das relações de dominação/opressão da classe trabalhadora, em particular dos segmentos da população negra- indígena. Nesse viés, o presente dossiê privilegiará pesquisas e estudos que darão centralidade ao caráter estrutural e institucional do racismo na formação social brasileira em uma perspectiva crítica e suas intersecções com outros marcadores de diferença na produção de desigualdades históricas, às lutas sociais e à contribuição dos/as assistentes sociais e de outras áreas do conhecimento no seu enfrentamento através de políticas públicas.

Editoras convidadas:

Magali da Silva Almeida (UFBA)

Ana Paula Procópio da Silva (UERJ)

 

Equipe Editorial

 

PRAZO PARA SUBMISSÃO DE ARTIGOS: 01 de abril de 2019 a 05 de julho de 2019.


ISSUE 45 — First Semester 2020 – Volume 18

THEMATIC DOSSIER: Ethnic-Racial Issue and Anti-Racism

 

PROGRAM

The publication of the thematic dossier entitled Ethnic-Racial Issue and Anti-Racism aims to stimulate the production of scientific articles and promote the dissemination of research and studies relevant to Brazilian public life, related to the field of ethnic-racial relations, racism, and social inequalities maintained by race/ethnicity, gender, and class hierarchies. These hierarchies structure social relations in capitalism and are the hegemonic social form in the West, particularly in the Americas. In Brazil, more than half of self-declared black, brown, and indigenous people has the worst social indicators compared to the self-reported white population. This condition requires the contextualization of racism as a structural issue of social relations, and the dissemination of knowledge that critically analyze its historical origins is urgent. The increase of publications in social work on anti-racism is a challenge for undergraduate  and graduate courses in social work, and matches the agenda of the entities in the field regarding professional training and practice. In these times of attacks on rights, resurgence of conservatism, and state counterreformation in Brazil in defense of the interests of capital, structural racism and related prejudices gain new features by acting to maintain "order" through the maintenance of privileges and naturalization of relations of domination/oppression of the working class, in particular of the black-indigenous population segments. Following this line of thought, this dossier will focus on research and studies that will give central focus to the structural and institutional character of racism in Brazilian social formation in a critical perspective and its intersections with other markers of difference in the production of historical inequalities, social struggles, and the contribution of social workers and other areas of knowledge in their struggle through public policies.

 

Guest Editors:

Magali da Silva Almeida (UFBA)

Ana Paula Procópio da Silva (UERJ)

 

Editorial Team

 

DEADLINE FOR ARTICLE SUBMISSION: from April 1st, 2019 until July 5th, 2019

 

__________________________________________

EDIÇÃO NÚMERO 44 — 2º. semestre de 2019 – Volume 17

DOSSIÊ TEMÁTICO: Universidade Pública e Formação em Serviço Social em tempos de contrarreforma

 

EMENTA

A edição do dossiê temático Universidade Pública e Formação em Serviço Social em tempos de contrarreforma visa estimular a publicação de artigos que, baseados em pesquisas teóricas e/ou empíricas, problematizem sobre a transformação do ensino superior, no âmbito do ensino de graduação e de pós-graduação,  a partir de um duplo movimento articulado: a configuração atual do mercado privado da educação superior e  as  políticas públicas no campo da contrarreforma da educação. Nessa linha de intenção o presente edital visa também estimular a captação de artigos que analisem  as transformações nas condições e relações de trabalho docente e os desafios atuais e futuros da universidade pública e da formação profissional em Serviço Social, a partir da transformação da  universidade pública em uma “universidade operacional” (CHAUI,1999) e da expansão do ensino superior  privado no Brasil, especialmente da modalidade não presencial.  

PRAZO PARA SUBMISSÃO DE ARTIGOS: 01 de outubro de 2018 a 15 de março de 2019.


INFORMAMOS QUE ESTE EDITAL É REFERENTE À EDIÇÃO DO  2º (SEGUNDO) SEMESTRE DE 2019 (DOIS MIL E DEZENOVE).

EM VIRTUDE DE EDIÇÃO ESPECIAL COMEMORATIVA, NÃO ABRIREMOS EDITAL PARA A REVISTA DE Nº43, CORRESPONDENTE AO 1º (PRIMEIRO) SEMESTRE DE 2019.



ISSUE 44 — 2nd semester of 2019 – Volume 17

THEMATIC DOSSIERPublic university and training of social workers in times of counterreformation


SUMMARY

The publication of the thematic dossier Public university and training of social workers in times of counterreformation aims to promote the publication of articles that, based on theoretical and/or empirical research, problematize the transformation of higher education, both in undergraduate and postgraduate courses, taking into consideration a double-articulated movement: the current private higher education market and public policies of counter-education. The present call for papers also aims to publish articles that analyze the changes in work conditions and relations in teaching jobs, and the current and future challenges of both the public university and the professional training in social work, due to the transformation of the public university in an “operational university” (Chaui, 1999) and the expansion of private higher education in Brazil, especially non-presential education.

 

DEADLINE FOR SUBMISSIONS: October 1, 2018 to March 15, 2019.



_______________________________________________

EDIÇÃO NÚMERO 42 —2º. semestre de 2018 – Volume 16

DOSSIÊ TEMÁTICO: Família e Políticas Sociais


 

EMENTA

Este número temático pretende discutir a família no contexto das políticas sociais contemporâneas, destacando os dilemas relacionados à sua responsabilidade na provisão de bem-estar social. Visa debater questões importantes que incluem as mudanças das e nas famílias, a relação com o trabalho e as formas de sua incorporação aos sistemas de proteção social. Busca apresentar resultados de investigações que problematizem as consequências atuais do “familismo” no campo dos serviços sociais e no interior das próprias famílias, tais como a reprodução das desigualdades de gênero e raça/etnia, o déficit de cuidados aos seus membros e as diversas expressões dos conflitos a ela inerentes. As famílias não são homogêneas em recursos, fases do ciclo de vida, formas culturais e nível de interação com o conjunto da legislação e das políticas sociais. Nesse sentido, trata-se de agregar, também, estudos que abordem o trabalho com famílias nas diversas políticas sociais. A natureza predominante dos debates suscitados é a ruptura com abordagens funcionalistas da família em favor de sua historicidade, inscrita no processo de reprodução das relações sociais. Nesse aspecto, é de interesse de diversas áreas de conhecimento e campos profissionais que buscam a produção intelectual do Serviço Social como fonte importante para o trabalho com famílias em sua articulação com as políticas sociais.

Editoras Convidadas:

Andréa de Sousa Gama (UERJ)

Regina Célia Tamaso Mioto (UFSC)


Equipe Editorial

 

PRAZO PARA SUBMISSÃO DE ARTIGOS: 24 de abril de 2018 a 30 de junho de 2018.

 

ISSUE 42 — 2nd semester of 2018 – Volume 16

THEMATIC DOSSIER: The Family and Social Policies

 

SUMMARY

 

This issue intends to discuss the family in the context of contemporary social policies, highlighting the dilemmas related to their responsibility in the provision of social welfare. It aims to discuss important issues that include changes of and in families, the relationship with work, and ways of incorporating them into social welfare systems. It seeks to present research results that problematize the current consequences of “familism” in the field of social work and within families, such as the reproduction of gender and race/ethnicity inequalities, the lack of care for its members, and the different expressions of conflicts inherent to it. Families are not homogeneous in resources, stages of the life cycle, cultural forms, and level of interaction with the whole of legislation and social policies. In this sense, it is also necessary to add studies that address working with families in various social policies. The predominant nature of the debates raised is the rupture with functionalist approaches to family in favor of its historicity, inscribed in the process of reproduction of social relations. In this regard, it is of interest to several areas of knowledge and professional fields that seek the intellectual production of Social Work as an important source for working with families in their articulation with social policies.

Guest Editors:

Andréa de Sousa Gama (UERJ)

Regina Célia Tamaso Mioto (UFSC)

Editorial Staff

 

DEADLINE FOR SUBMISSIONS: April 24, 2018 to June 30, 2018

__________________________________________________

COMUNICAMOS QUE AS NORMAS DE PUBLICAÇÃO DA REVISTA FORAM REFORMULADAS. PARA ACESSÁ-LAS CLIQUE NESTE LINK.

 

 

Indexação

DOAJ - Directory of Open Access Journals

LATINDEX - Sistema Regional de Informação em Linha para Revistas Científicas da América Latina, Caribe, Espanha e Portugal – <http://www.latindex.unam.mx>

Portal de Periódicos da CAPES

Sumários de Revistas Brasileiras (Sumário.org) – <http://www.sumarios.org>

 

 

Formulários para submissão

Baixe os formulários necessários para submissão de material através de seus respectivos links.

1) Declaração de Responsabilidade

2) Transferência de Direitos Autorais

3) Ficha de registro