Estudos e Pesquisas em Psicologia
2021, Vol. 03. doi:10.12957/epp.2021.62684
ISSN 1808-4281 (online version)

 

EDITORIAL

 

Alice De Marchi Pereira de Souza**, I; Amana Mattos*, I; Ana Maria Jacó Vilela***, I; Anderson Pereira Mendonça**, I; Deise Maria Leal Fernandes Mendes*, I; Edna Lúcia Tinoco Ponciano**, I; Filipe Degani-Carneiro**, I; Heloisa Fernandes Caldas Ribeiro*, I; Jimena de Garay Hernández**, I; Laura Cristina de Toledo Quadros**, I; Luiz Fernando Tura****, II; Marcos Vinicius Brunhari**, I; Michelle Menezes Wendling**, I; Patrícia Lorena Quitério**, I; Rosana Lazaro Rapizo**, I; Sabrina Dal Ongaro Savegnago**, I; Vanessa Dordron de Pinho**, I; Vitor Castro Gomes**, I
I Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
II Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Endereço para correspondência

 

 

Prezados leitores, prezadas leitoras, compartilhamos com alegria o presente número da revista Estudos e Pesquisas em Psicologia. Seguimos na aposta, tão necessária no atual momento político, de que a pesquisa de qualidade e a garantia do acesso gratuito da sociedade a essa produção são um importante compromisso das universidades públicas e dos periódicos qualificados. Nas seções deste número, trazemos artigos que visibilizam a diversidade e a heterogeneidade da pesquisa em psicologia. No ano em que nossa revista completa 20 anos, o Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social da Uerj comemora 30 anos. Para marcar este momento, trazemos o texto da professora fundadora do Programa, Maria Lucia Seidl-de-Moura, na seção Clio-Psyché.

A seção de Psicologia Social inicia com o artigo Trabalho e Educação: Um Estudo de Caso com Professores de Escolas Rurais, de Paulo Roberto Ribeiro Marinho, Maria Luiza Gava Schmidt e Mário Sérgio Vasconcelos, que analisa o contexto de trabalho de professores em duas escolas rurais do interior do estado de São Paulo, demonstrando que o ambiente de trabalho se relaciona com os riscos de adoecimento docente, considerando a perspectiva de saúde do trabalhador. O artigo A Polêmica do Aborto: Reflexões Teórico-Metodológicas sobre uma Representação não Autônoma, de Edclecia Reino Carneiro de Morais, Maria de Fátima de Souza Santos e Renata Lira dos Santos Aléssio, por sua vez, discute teórico-metodologicamente as representações sociais não autônomas e polêmicas, a partir da análise estrutural sobre a representação social de aborto de estudantes dos cursos de medicina, direito e enfermagem. Já no artigo "Na prática, ela é muito complicada": Dilemas do Cotidiano sobre o Instituto da Guarda Compartilhada, Gabriela Clerici Christofari, Daiane Santos do Carmo Kemerich e Dorian Mônica Arpini investigam os aspectos cotidianos dos operadores do Direito sobre a aplicabilidade do instituto da guarda compartilhada e os principais entraves à sua utilização, em pesquisa qualitativa com quatro juízes e quatro promotores da região central do Rio Grande do Sul. Em As Tecnologias Relacionais e a Produção de Itinerários Terapêuticos em Saúde Mental, Pedro Henrique Moraes e Gustavo Zambenedetticartografam os itinerários terapêuticos de pessoas com sofrimento psíquico, analisando as capturas e potencialidades da rede de saúde. O artigo Intersetorialidade nas Políticas Públicas sobre Drogas: Relações entre Saúde e Assistência Social, de Christian Eduardo Andrade Resende Santos, Marcelo Dalla Vecchia e Fernando Santana de Paiva, propõe uma reflexão sobre as relações entre as redes de saúde e a assistência social, para assegurar ações orientadas pela intersetorialidade no cuidado aos usuários de substâncias psicoativas, em um município de Minas Gerais. O trabalho Programa Bolsa Família: Narrativas de Beneficiárias(os) Abordadas em Produções Científicas, de autoria de Wagner Leite de Souza e Frederico Alves Costa, realiza revisão de literatura para compreender os significados atribuídos ao Programa Bolsa Família por beneficiárias(os), a partir de narrativas presentes em produções científicas. Encerrando esta seção, o artigo Envelhecimento Masculino entre Idosos Gays: suas Representações Sociais, deJosé Victor de Oliveira Santos e Ludgleydson Fernandes de Araújo, investiga as representações sociais do envelhecimento masculino entre homens idosos gays.

Abre a seção Psicologia do Desenvolvimento o artigo Mentalização em Professoras de Berçário, de Karina Recktenvald e Tagma Marina Schneider Donelli. Nele, as autoras investigam a capacidade de mentalização (habilidade de interpretar comportamentos em termos de estados mentais) de professoras de berçário que atuam em escolas de Educação Infantil. Já o artigo Encontro de Combate e Prevenção ao Suicídio: Relato de Experiência em uma Universidade Pública, de Marcelo Leonel Peluso, Arthur Teixeira Pereira, Letícia Costa Leopoldino e Vanessa Barbosa Romera Leme, apresenta relato de experiência do projeto Encontro de Combate e Prevenção ao Suicídio, de iniciativa discente, que organiza anualmente um evento aberto ao público com palestras e atividades acerca do suicídio. O artigo Preditores de Barreiras à Criatividade de Estudantes de Engenharia, de autoria de Camila de Sousa Pereira-Guizzo, Marcus Vinicius Mendes Gomes, Tarso Barretto Rodrigues Nogueira e Sheila Giardini Murta, identifica preditores de barreiras à criatividade de estudantes de engenharia, considerando variáveis pessoais e acadêmicas. O trabalho Habilidades Sociais Educativas Parentais de Mães de Adolescentes Apontados Como Tendo Problemas de Comportamento, de Maria Aparecida de Souza, Giovani Amado Rivera e Jandilson Avelino da Silva, por sua vez, apresenta pesquisa exploratória descritiva que avalia as habilidades sociais educativas parentais de mães de adolescentes estudantes de uma escola pública, apontados como tendo problemas sociais de comportamento. Em O Estado da Arte da Consciência do Bebê no Primeiro Ano de Vida, Karen Felícia de Figueiredo Maia e Fabíola de Sousa Braz Aquino realizam um levantamento de pesquisas nacionais e internacionais acerca do desenvolvimento da consciência em bebês no primeiro ano de vida e suas relações com o desenvolvimento global subsequente. Por fim, o artigo Aprendizagem Cultural por Crianças de Dois Anos em seu Grupo de Brinquedo, de Juliana Maria Ferreira Lucena, Katia de Souza Amorim e Maria Isabel Pedrosa, discute a aprendizagem cultural de crianças de dois anos do seu entorno social, examinando, a partir de uma perspectiva sociointeracionista, o modo como participam de brincadeiras que se efetivam no grupo de brinquedo.

Iniciando a seção Psicologia Clínica e Psicanálise, temos o artigo Esboço de uma Teoria Unificada da Angústia no Seminário 10 de Lacan, de Rosane Zétola Lustoza. Nele, a autora fornece uma chave de leitura que permite conectar entre si as diferentes formulações nas obras de Freud e Lacan. O trabalho "Médico Disse que Era Só Psicológico": Analisando o Lugar da Psicologia no Campo da Saúde, de Isabela Cedro Farias, Samara Vasconcelos Alves, Camilla Araújo Lopes Vieira, Luis Achilles Rodrigues Furtado e Aluísio Ferreira de Lima, analisa os encaminhamentos da Atenção Primária à Saúde do município de Sobral-CE ao serviço-escola de Psicologia da Universidade Federal do Ceará. Já no artigo Frantz Fanon e a Psicologia: Contribuições para a Prática Clínica, de Hugo Ribeiro Lanza, o autor reflete sobre as contribuições da obra de Frantz Fanon para compreendermos como as dinâmicas do colonialismo foram e são fatores determinantes para as sociedades, tanto colonizadas quanto colonizadoras, bem como para a constituição subjetiva. O artigo Reflexões sobre Subjetividade: Quatro Narrativas e Algumas (In)Conclusões, de Rodolfo Rodrigues de Souza, coloca em tensão diferentes concepções teóricas acerca da noção de subjetividade, refletindo sobre como cada olhar em relação a essa ideia influi nas práticas no campo da clínica psicológica. Em Repercussões do Acesso às Redes Sociais em Pessoas com Diagnóstico de Anorexia Nervosa, os autores Raquel Borges de Moraes, Manoel Antônio dos Santos e Carolina Leonidas examinam a percepção de pessoas com diagnóstico de transtornos alimentares acerca da influência do acesso às redes sociais virtuais sobre a precipitação e/ou manutenção de seus sintomas. Por fim, no artigo Encontros e Desencontros de Judith Butler com a Psicanálise, Flavia Gaze Bonfim e Paulo Eduardo Viana Vidal apresentam algumas considerações sobre o pensamento da filósofa Judith Butler, suas críticas à teoria de Lacan, bem como alguns contrapontos a seus argumentos críticos.

A seção Clio-Psyché traz o artigo O Nome e a Coisa: Sobre as Origens da Psicologia Como Ciência, de Saulo de Freitas Araújo, em que o autor aborda o debate sobre o início da psicologia como ciência, discutindo seus limites e controvérsias, assim como levanta algumas questões importantes para a reflexão. Já no texto Ciência e Psicologia Social em Tempos de Pandemia: 30 Anos do PPGPS/UERJ, como anunciamos inicialmente, Maria Lucia Seidl-de-Moura destaca que a psicologia social tem um papel importante a desempenhar no âmbito da pandemia de Covid-19 e traça pontes entre a criação do Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social há 30 anos e as contribuições do campo para os desafios atuais.

Finalizam este número, na seção Resenhas, o trabalho Desvendando o Comportamento Econômico, em que André Luiz Picolli da Silva apresenta a obra livro "Misbehaving: construindo a economia comportamental", de Richard Thaler; e, em seguida, "Aggression and Violence: A Social Psychological Perspective": Uma Resenha, em que Leonardo Borges Ferreira e Bruno Bonfá-Araujo apresentam a obra organizada por Brad Bushman.

Desejamos uma ótima leitura, com os votos de saúde e vacina a todas e todos!

 

 

Endereço para correspondência
Comissão Editorial
Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ, Rua São Francisco Xavier, 524, Bloco F, 10° andar, sala 10.005, Maracanã, CEP 20550-013, Rio de Janeiro - RJ, Brasil
Endereço eletrônico: revispsi@gmail.com

 

 

Notas

* Professora Associada do Instituto de Psicologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
** Professor/a Adjunto/a do Instituto de Psicologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
*** Professora Titular do Instituto de Psicologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
**** Pesquisador associado do Laboratório História, Saúde e Sociedade do Instituto de Estudos de Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

 

Este artigo de revista Estudos e Pesquisas em Psicologia é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.



Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com