Estudos e Pesquisas em Psicologia
2020, Vol. 01. doi:10.12957/epp.2020.50786
ISSN 1808-4281 (online version)

 

EDITORIAL

 

Amana Mattos**; Ana Maria Jacó Vilela*; Deise Maria Fernandes Mendes**; Heloisa Fernandes Caldas Ribeiro**; Jimena de Garay Hernández**;
Laura Cristina de Toledo Quadros**; Patrícia Lorena Quitério**; Vanessa Barbosa Romera Leme**; Vinicius Anciães Darriba**

Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Endereço para correspondência

 

 

Temos a imensa satisfação de apresentar o primeiro número da Revista Estudos e Pesquisas em Psicologia em 2020. A equipe editorial continua trabalhando incessantemente para garantir a periodicidade da revista, mantendo ao mesmo tempo a qualidade dos artigos, com estudos que possam trazer tanto contribuições inovadoras quanto reflexões críticas.

Vivemos um momento único na humanidade – a pandemia do coronavírus e o isolamento social imposto - que nos instigam a pensar acerca de diversos aspectos sociais, políticos, econômicos e, especialmente humanitários. E nos traz uma importante reflexão sobre as prioridades e os relacionamentos interpessoais estabelecidos em nossa vida. Nesse sentido, cada artigo desse volume representa uma maneira de compartilhar diferentes conhecimentos científicos com a comunidade. O volume 20, número 1 da Revista Estudos e Pesquisas em Psicologia é composto por 18 artigos, sendo cinco em Psicologia Social, oito em Psicologia do Desenvolvimento, dois em Psicologia Clínica e Psicanálise e três na seção Clio-Psyché.

A seção Psicologia Social abre o volume com estudos que tratam diversos temas atuais de maneira crítica. O primeiro estudo Atuação da delegacia de proteção à criança e ao adolescente em casos de violência sexual de Fernanda Corrêa e Jean Von Hohendorff apresenta uma discussão sobre as ações de uma delegacia de proteção à criança e ao adolescente frente a casos de violência sexual. O segundo artigo Dois pais e uma mãe? A (multi)parentalidade nas famílias recasadas sob a perspectiva da psicologia social jurídica, de Lorena Forcellini de Oliveira, Laura Cristina Eiras Coelho Soares, Arthur Colaço Ferraz e Renata Modesto Coelho, por meio de uma revisão bibliográfica, discute sobre a (multi)parentalidade e problematiza seu reconhecimento judicial nas famílias recasadas. O terceiro artigo Sentidos sobre o/a psicóloga/o no CRAS na literatura científica, de Laura Vilela e Souza e Fabio Scorsolini-Comin, a partir do construcionismo social, aborda a compreensão da produção de sentidos sobre o/a psicólogo/a nos Centros de Referência de Assistência Social, com vistas a ampliar as possibilidades desse profissional como agente de transformação social. O quarto estudo Planejamento financeiro para a aposentadoria: Uma revisão sistemática da literatura nacional sob o viés da psicologia, de Thaís Cravo Schuabb e Lucia Helena de Freitas Pinho França, descreve e analisa o estado da arte nacional sobre o planejamento financeiro para aposentadoria, sob o escopo da Psicologia. O último artigo Habilidades sociais e expectativas acadêmicas em estudantes de enfermagem, de Cátia Cristina de Carvalho Nogueira, Adriana Benevides Soares, Marcia Cristina Monteiro e Humberto Cláudio Passeri Medeiros, trata de uma pesquisa quantitativa que avalia o repertório de habilidades sociais e de expectativas acadêmicas de estudantes de enfermagem, comparando-os com alunos de outros cursos da área da saúde do primeiro e do último ano.

Abrindo a seção de Psicologia do Desenvolvimento, o artigo Fatores de risco no contexto de adolescentes envolvidos no tráfico de drogas, de Alex Sandro Gomes Pessoa e Renata Maria Coimbra, verifica os fatores de risco presentes no contexto de adolescentes com histórico de envolvimento no tráfico de drogas. Ainda com foco em fatores de risco de adolescentes e jovens, o segundo artigo Fatores protetivos e de risco na transição entre o acolhimento institucional e a vida adulta, de Luciana Cassarino-Perez, Carme Montserrat e Jorge Castellá Sarriera, identifica os fatores de proteção e de risco envolvidos no processo de transição entre o acolhimento institucional e a vida adulta. O terceiro estudo, Estilos e práticas educativas parentais e desempenho escolar em adolescentes de ensino médio, de Ângela Maria Horn, Kélin Aparecida da Silva e Naiana Dapieve Patias, apresenta uma pesquisa quantitativa, transversal, de caráter descritivo e correlacional que verificou a correlação e associação entre desempenho escolar e a percepção de responsividade e exigência parental em adolescentes. O quarto artigo Avaliação de bem-estar psicológico e sintomas depressivos em idosos saudáveis, de Daiane Santos de Oliveira, Manuela Polidoro Lima, Cleber Gibbon Ratto, Tainá Rossi, Rafael Reiman Baptista e Tatiana Quarti Irigaray, trata de uma investigação que avalia a relação entre bem-estar psicológico e a presença de sintomas depressivos em idosos saudáveis. O quinto artigo "O Lado B da Maternidade": Um estudo qualitativo a partir de blogs, de Luisa Ruzzarin Pesce e Rita de Cássia Sobreira Lopes, apresenta um estudo qualitativo envolvendo falas de mães em relação ao confronto das expectativas sociais relacionadas à maternidade com a experiência materna cotidiana com o bebê. O sexto estudo Percepções maternas sobre o tornar-se avó no contexto da gravidez na adolescência, de Meiridiane Domingues de Deus e Ana Cristina Garcia Dias, investiga as percepções de mulheres, de diferentes faixas etárias, sobre o processo de tornar-se avó no contexto da gravidez adolescente. O sétimo estudo O uso do jogo digital "Hospital Mirim" como estratégia de enfrentamento à procedimento invasivo, de Kamilla Regatieri Furtado, Tatiane Lebre Dias, Alice Marchett e Eunice Pereira dos Santos Nunes, trata da utilização de um recurso lúdico que visa minimizar os efeitos dos processos dolorosos, se constituindo como estratégia de humanização para o contexto hospitalar. Fechando a seção, o artigo Proposição de um modelo matemático para reduzir custos no processo de psicodiagnóstico, de Maria Regina Martinez, nos traz um estudo quantitativo e descritivo-exploratório que propõe, com um modelo matemático, um processo racional de psicodiagnóstico.

A seção de Psicologia Clínica e Psicanálise está representada por dois artigos. O primeiro, O mapa de ausências e apagamentos em a Rua dos Crocodilos, de Bruno Schulz, de Camila Backes dos Santos e Simone Zanon Moschen, destaca - o texto - como resultante do enlace entre psicanálise e literatura. O segundo, O trabalho como potencialidade subjetiva na experiência migratória, de Cristiano Dal Forno, Rita de Cássia dos Santos Canabarro e Mônica Medeiros Kother Macedo, discorre sobre o papel do trabalho profissional frente aos impasses da vivência migratória.

A seção Clio-Psyché apresenta o artigo As contribuições da psicologia aos ideais da liga brasileira de higiene mental: algumas reflexões, de Roselania Francisconi Borges, faz um recorte e trata da parceria entre a Psicologia e a Liga Brasileira de Higiene Mental, no que tange às aferições das diferenças individuais. O segundo artigo A histórica multiplicidade da psicologia social, de Maria Fernanda Costa Waeny e Cibele Mariano Vaz de Macedo, relata os resultados de pesquisa por títulos em psicologia social anteriores a 1908 disponíveis em fontes digitais. O terceiro e último artigo dessa seção Heitor Péres e a Praxiterapia Integral na Colônia Juliano Moreira, de João Henrique Queiroz Araújo e Ana Maria Jacó-Vilela, realiza um estudo historiográfico sobre o psiquiatra Heitor Péres ao investigar suas contribuições no uso de ocupações terapêuticas no âmbito da assistência psiquiátrica.

Em tempos tão desafiadores desejamos que todos possam desfrutar de uma boa leitura, uma das possibilidades fundamentais em momentos de reclusão necessária! A Revista Estudos e Pesquisas em Psicologia agradece seu interesse!

 

 

Endereço para correspondência
Comissão Editorial
Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ, Rua São Francisco Xavier, 524, Bloco F, 10° andar, sala 10.005, Maracanã, CEP 20550-013, Rio de Janeiro - RJ, Brasil
Endereço eletrônico: revispsi@gmail.com

 

 

Notas

* Professora Associada do Instituto de Psicologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
** Professor/a Adjunto/a do Instituto de Psicologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

 

Este artigo de revista Estudos e Pesquisas em Psicologia é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.



Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com