Experiência ética, normatividade e paradoxo ético segundo Jean-Paul Sartre – as conferências de cornell e de Roma

Fabio Caprio Leite de Castro

Resumo


O artigo propõe uma abordagem sistemática de duas conferências escritas por Sartre, uma para o Colóquio Morale e Società em Roma (1964) e a outra para a Universidade de Cornell, nos Estados Unidos (1965). A primeira foi efetivamente apresentada pelo filósofo, cujos extratos foram publicados em Les Écrits de Sartre. Ele terminou desistindo de apresentar a segunda por razões políticas e foi publicada recentemente em um volume da Revue Les Temps Modernes. O objetivo dessa exposição é articular os conceitos abordados por Sartre nessas conferências, sobretudo a experiência ética, a normatividade e o paradoxo ético. Dessa maneira, pretende-se mostrar de que modo podemos extrair de tal pensamento uma concepção ética fundada ao mesmo tempo numa crítica existencialista e marxista.

Palavras-chave


Existencialismo; Marxismo; Experiência ética; Norma; Paradoxo ético

Texto completo:

PDF HTML


Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com