DIFICULDADE NO ACESSO E USO DAS REDES DE APOIO E ATENDIMENTO À MULHER DURANTE A PANDEMIA DA COVID-19

Carolina da Silva Santos, Gabriel Siqueira Corrêa

Resumo


A violência cometida sobre corpos de mulheres se constitui como um problema que deve ser discutido e enfrentado pela sociedade ao longo dos tempos. Esta questão é agravada pelo atual contexto da COVID-19, enfrentada desde o ano de 2019 no mundo. Nesse sentido, o presente artigo tem como objetivo identificar a espacialidade vivida por mulheres que sofrem violência de gênero no município de São Gonçalo. A opção teórica apreende o corpo como escala geográfica de forma a problematizar as condições atuais, em tempos de pandemia, sobre o desafio que se impõe no deslocamento e acesso aos centros de apoio e atendimento à mulher em situação de violência. No campo metodológico foram realizados levantamentos de dados de violência contra a mulher do Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro – ISP, além de mapeamento das redes de atendimento e apoio a mulher em situação de violência no município. Como resultado, percebeu-se que a distância e falta de articulação entre os locais de atendimento e apoio, dificultam o acesso e uso destes, e consequentemente influencia as denúncias. No campo teórico, as reflexões são guiadas por referências como SANTOS, (2018, 2021), ao especializar os dados da violência e pensar o corpo como um recorte espacial em disputa; FEDERECI (2017), por outro lado, fornece categorias importantes para compreender o processo-histórico de subordinação feminina. Estes e mais alguns trabalhos estão aqui contidos dialogando com os dados apresentados trazendo questões que podem contribuir com a reflexão sobre a mulher na sociedade.


Texto completo:

PDF

Referências


BARROS, Nivia Valença. Violência intrafamiliar contra criança e adolescente. Trajetória histórica, políticas sociais, práticas e proteção social. Rio de Janeiro: PUC-Rio, Departamento de Psicologia, 2005. Disponível em

BEVILACQUA, Paula Dias. Mulheres, violência e pandemia de novo coronavírus. Agência Fiocruz. 2020. Acesso: 11 de setembro de 2021. Disponível em

FEDERICI, Silvia. Calibã e a Bruxa: mulheres, corpo e acumulação primitiva/ Silvia Federici. Tradução ColetivoSycorax. São Paulo: Elefante, 2017

FIO CRUZ. Saúde mental e atenção psicossocial na Pandemia da COVID-19: VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR NA COVID-19. Acesso : 11 de semtembro de 2021. disponivel em:

Hooks, Bell, 1952 - O feminismo é para todo mundo: políticas arrebatadoras/ bellhooks; tradução Ana Luiza libânio - 4° ed. - Rio de Janeiro: Rosa dos tempos, 2019.

INSTITUTO DE SEGURANÇA PÚBLICA (Rio de Janeiro). Dossiê Mulher. Acesso: 11 de setembro de 2021. Disponível em:

INSTITUTO DE SEGURANÇA PÚBLICA (Rio de Janeiro). Dossiê Mulher. Acesso: 11 de setembro de 2021. Disponível em:

LOURO, Guacira Lopes. Um corpo estranho – ensaios sobre sexualidades e teoria queer/ Guacira Lopes Louro. – Belo Horizonte: Autêntica, 2004.

OPAS BRASIL. Folha informativa - Violência contra as mulheres. Disponível em: . Acesso: 22 de agosto de 2020

SANTOS, Roseli Alves; SANTOS, Luiz César Teixeira dos. Gênero e Corporeidade. Revista Latino Americana de Geografia e Gênero, v. 8, n. 1, p. 177-193, 2017. ISSN 21772886.

SCOTT, Joan. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação e Realidade, Porto Alegre, v. 20, n. 2, jul./dez., 1995

SEPULVEDA, Denize; SEPULVEDA, José Antonio. Trabalhando questões de gênero: criando e recriando currículos para a valorização do feminino. Periferia, Duque de Caxias, v. 11, n.4, p 58-80, set/dez, 2019.

SILVA, Joseli Maria. Gênero e Espaço. In: AZEVEDO, Abreu de; MORAIS, Marcelo Alonso de (orgs). Ensino de geografia: novos temas para a geografia escolar. EDIÇÃO/ANO: 1a – 2014.

SOUZA, Marisa Chaves de, SANTOS, Douglas Bianchi dos. Fortalecendo a rede de proteção à criança e ao adolescente: desafios e possibilidades para a equipe do NEACA de São Gonçalo - RJ/São Paulo: all Print Editora, 2015.




DOI: https://doi.org/10.12957/redoc.2022.62399

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexação:

           


 

Google Acadêmico::

 

(Citações /Métricas)

 

Visualizações:

 


Licença:

  Esta obra está licenciada com uma Licença  Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.