HISTÓRIAS ALÉM DO ESCRITO: O CURRÍCULO PARA SURDOS E AS PRÁTICAS DIGITAIS NO COTIDIANO ESCOLAR

Jonata Souza de Lima, Érico Silva Muniz

Resumo


Este artigo tem como objetivo discutir experiências de educação de surdos com o uso de tecnologia digital de informação e comunicação (TDIC) e da Língua Brasileira de Sinais (Libras) no que se refere ao ensino de História. Este debate é contextualizado pela análise de intentos dispostos em propostas curriculares e como eles abordam as necessidades dos sujeitos surdos. Através de pesquisa documental esta pesquisa utiliza-se de leis, resoluções técnicas e pesquisa de campo com uso de entrevista estruturada com sujeitos formados em licenciatura História e que no seu fazer pedagógico utilizam da TDIC para alcançar a visualidade. Os resultados apontam para a necessidade de reformulação curricular, evidenciando os limites da concepção pedagógica sobre a educação de surdos e o uso da visualidade através da TDIC.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/redoc.2020.51388

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Indexação:

           


 

Google Acadêmico::

 

(Citações /Métricas)

 

Visualizações:

 


Licença:

  Esta obra está licenciada com uma Licença  Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.