APRENDER NO FACEBOOK: ALGUNS SILÊNCIOS E RUÍDOS PARA INSTIGAR O ENSINO E A DOCÊNCIA ONLINE

Bruno Vieira Alves da Silva, Marcelo Almeida Bairral

Resumo


Cada vez mais as tecnologias da informação e comunicação (TIC) tornam mais rápida e dinâmica a comunicação, a interação e o compartilhamento de conteúdo entre as pessoas. Essa investigação busca refletir sobre contribuições do Facebook como espaço de aprendizagem em uma disciplina do Mestrado em Educação do PPGEduc/UFRRJ. A disciplina transcorreu em sua maior parte no Facebook e os participantes tiveram oportunidade de explorar as ferramentas disponibilizadas no grupo e de refletir coletivamente a partir de diferentes propostas de discussão. Os dados foram gerados a partir das interações no próprio grupo. O software Nodelx foi utilizado para analisar a não linearidade e a hipertextualidade presentes no processo interativo nesta rede. A análise elucida ruídos e silêncios observados na dinâmica interativa neste grupo. Ruídos foram caracterizados a partir das interações relacionadas às discussões que aconteciam no grupo. Como silêncios são denominados os rastros silenciosos dos membros ao utilizar a rede, mesmo sem interagir nela.

Palavras-chave


Facebook; Análise de interações; Grupo fechado no Facebook; Disciplina optativa.

Texto completo:

PDF

Referências


BAIRRAL, M. A. Discurso, interação e aprendizagem matemática em ambientes virtuais a distância. Seropédica - RJ: edur, 2007.

BAIRRAL, M. A. A educação matemática em ambientes virtuais. Salvador - BA: Anais ... Encontro Nacional de Educação Matemática, 2010.

da SILVA, B. V. A. Curtir, interagir e aprender no Facebook. 2017. 124 p. Texto para Dissertação (Mestrado em Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares). Instituto de Educação / Instituto Multidisciplinar, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ. 2017.

da SILVA, B. V. A; BAIRRAL, M. A. DE ANTENAS PARABÓLICAS A REDES SOCIAIS: UM FOCO CONTÍNUO NAS TECNOLOGIAS E NA INCLUSÃO SOCIAL. In: VIII REDES SEMINÁRIO INTERNACIONAL, 2015, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: UERJ, 2015. p. 1-14.

MACEDO, N. M. R. Criancas e redes sociais: uma proposta de pesquisa on-line. In: PORTO, C., et al. Pesquisa e mobilidade na cibercultura: itinerâncias docentes. Salvador - BA: EDUFBA, 2015. p. 363-379.

MENDES, C. M. A pesquisa online: potencialidades da pesquisa qualitativa no ambiente virtual. hipertextus revista digital, Minas Gerais, v. 2, p. 1-9, janeiro 2009.

SANTOS, E. O.; CARVALHO, F. S. P.; PIMENTEL, M. MEDIAÇÃO DOCENTE ONLINE PARA COLABORAÇÃO: Notas de uma pesquisa-formação na cibercultura. Educação Temática Digital, Campinas - SP, v. 18, n. 2, p. 23-42, jan-abr 2016. ISSN 1676-2592.




DOI: https://doi.org/10.12957/redoc.2018.34199

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Indexação:

           


 

Google Acadêmico::

 

(Citações /Métricas)

 

Visualizações:

 


Licença:

  Esta obra está licenciada com uma Licença  Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.