Análise dos relatórios de auditoria dos clubes brasileiros

Renan Barabanov de Assis, Ariovaldo dos Santos

Resumo


O estudo teve como objetivo analisar os relatórios de auditoria dos clubes de futebol profissionais brasileiros, identificando os principais tópicos de auditoria e os objetos de opinião modificada, bem como as firmas selecionadas para a prestação dos serviços. A metodologia adotou procedimentos de pesquisa documental e análise comparativa nos relatórios de auditoria de uma população de 47 clubes das Séries A e B do Campeonato Brasileiro nas edições de 2016, 2017 e 2018, resultando em uma amostra de 33 organizações selecionadas. À parte a diversidade das empresas de auditoria escolhidas pelas equipes, os tópicos objetos de ressalva ou ênfase são os mesmos em grande parte das demonstrações, com cerca de três quartos delas (74%) sendo objeto de ressalvas ou ênfases, com os resultados apontando para temáticas direta ou indiretamente relacionadas ao ativo (principalmente provisões, imobilizado e intangíveis), não correções dos tópicos levantados pelos auditores de um exercício para o seguinte (resultando em opiniões modificadas semelhantes), além de dificuldades na padronização de métodos e práticas contábeis pelos clubes. A pesquisa amplia a discussão acerca do impacto dos relatórios de auditoria, seus principais pontos de melhoria e sua capacidade de influenciar a relação dos clubes profissionais com seus stakeholders.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12979/rcmccuerj.v25i2.59752



ISSN da versão on-line (atual): 1984-3291
Periodicidade: Quadrimestral
Classificação CAPES: A3

DOAJ