ADERÊNCIA DO RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO DAS EMPRESAS LISTADAS NO NOVO MERCADO DA BOVESPA AO GUIA DE BOAS PRÁTICAS DE GOVERNANÇA CORPORATIVA DA UNCTAD

Ernesto Fernando Rodrigues Vicente, Jorge Luiz Alves, Jose Alonso Borba, Luciano Scharf

Resumo


Resumo

O objetivo deste trabalho é verificar a aderência do relatório da administração das empresas listadas no novo mercado da Bolsa de Valores de São Paulo (BOVESPA) às diretrizes emanadas para este fim pela Conferência das Nações Unidas para Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD, na sigla em inglês). Para tanto, foram analisados os Relatórios da Administração (RA) referentes aos exercícios 2005 (36 RAs) e
2006 (59 RAs) das companhias listadas no novo mercado da BOVESPA. A coleta de dados se deu em dois momentos: outubro de 2006 e abril de 2007. Constatamos que há possibilidade de se apresentar informações que atendam as orientações da UNCTAD e que algumas empresas já divulgam relatórios da administração cujo conteúdo permite adequação ao modelo proposto pelas Nações Unidas. De modo geral,
o primeiro RA divulgado após o ingresso no novo mercado é pouco aderente ao guia da UNCTAD. Devese destacar que dentre todas as informações, aquelas associadas aos membros da diretoria possuemaderência inferior a 5% nos dois anos analisados. Verificamos, ainda, que é incipiente a divulgação de
práticas de Governança Corporativa nos RAs das companhias analisadas.

Palavras-Chave: Governança Corporativa. Relatório da Administração. UNCTAD.

ABSTRACT

The objective of this paper is to verify the compliance of the administration reports of the companies listed in the new market of São Paulo Stock Exchange (BOVESPA) to the guidelines issued for this purpose by the United Nations Conference for Trade and Development (UNCTAD). Therefore the Administration Reports from 2005 (36 ARs) and 2006 (59 ARs) were analyzed concerning the companies listed in the new
BOVESPA market. The data collection took place in two occasions: October 2006 and April 2007. It was observed that it is possible to give information that meet the UNCTAD guidelines and even some companies already disclose administration reports whose content allows the adequacy model proposed by
the United Nations. On the whole, the first AR released after the entry into the new market is not so compliance to the UNCTAD guide. It should be noted that among all the information, those associated with board members have compliance les than 5% in two years of study. It was also realized that the disclosure of corporate governance practices in the companies’ ARs is still at an early stage.

Keywords: Corporate Governance; Administration Report; UNCTAD.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12979/rcmccuerj.v12i2.5567



ISSN da versão on-line (atual): 1984-3291
Periodicidade: Quadrimestral
Classificação CAPES: A3

DOAJ