O BOIEIRO E A LEBRE: UM ENFOQUE CONVERSACIONAL

Aline Chagas dos Santos

Resumo


As narrativas fabulísticas foram transmitidas, no início, oralmente, pelos antigos. Assim que o homem começou a falar e a observar o que acontecia à sua volta, sentiu a necessidade em expor, através das fábulas, o comportamento humano. A presente pesquisa tem como objeto a exposição de alguns instrumentos, na fábula de Fedro “O boieiro e a Lebre”, que possibilitam em maior ou menor grau aproximar-se da oralidade. Julgamos que o texto, apesar de todas as limitações, não deixa de sugerir alguns conceitos da análise da conversação através do diálogo, ou seja, há vestígios da oralidade no texto selecionado, embora o latim não seja mais falado. Convém enfatizar que a língua falada não deixa de estar refletida na fábula.

Palavras-chave


Fábula; Fedro; Análise da Conversação; Oralidade

Texto completo:

PDF


Direitos autorais

e-ISSN 2358-7326 | ISSN: 1415-6881

Indexado em:


Licença Creative Commons
A Principia utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.