O hino à Diana de Catulo (poesia 34), a construção de uma divindade

Marco Antonio Abrantes de Barros Godoi

Resumo


O Hino como manifestação literária revela não só aspectos estruturais do fazer poético, mas também uma visão mítico-religiosa do universo; dele podemos extrair a visão que tanto os gregos como os romanos faziam de seus deuses e deusas. Cada divindade carrega em si um complexo entrelaçamento de elementos dispares que as coloca sob uma visão teológica muito mais complexa que as religiões monoteístas. No caso aqui estudado temos a figura de Diana que carrega diversos atributos, podendo ser positivos ou negativos, embora o hino tenha por objetivo buscar os favores da deusa caçadora, por isso só apresenta atributos positivos.


Palavras-chave


Hino, Diana, Religiosidade

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2018 PRINCIPIA

e-ISSN 2358-7326 | ISSN: 1415-6881

Indexado em:


Licença Creative Commons
A Principia utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.