PRESENÇA PATERNA E CONSTRUÇÃO DA ILUSÃO DE UNIDADE A PARTIR DAS TEORIAS DE FREUD E WINNICOTT

Nadja Nara Barbosa Pinheiro

Resumo


Resumo: O artigo objetiva demonstrar que Winnicott destaca, em um de seus últimos textos, a importância da presença paterna nos momentos mais arcaicos de construção subjetiva ao inserir a sensação de ilusão de unidade que sustenta o processo de diferenciação entre o bebê e sua mãe em prol do alcance da individuação pessoal. Para tal, apresenta os elementos clínicos que indicaram a Freud a necessidade de elaboração do conceito de pulsão sexual, o qual indica que tanto pulsão quanto objeto, a princípio, se mostram marcados pelas parcialidades. Debruça-se sobre a proposta winnicottiana de deslocar o início do exercício da função paterna do momento edípico para os primórdios do desenvolvimento emocional e propor que a presença do Pai produz efeitos significativos tanto sobre a mãe (apoiando-a em suas tarefas diárias) quanto sobre o bebê, apresentando-se como primeiro objeto total que pode ser usado como matriz para a construção da ilusão de unidade pessoal, capaz de ultrapassar as parcialidades pulsionais.

Palavras-chave: Presença Paterna. Individuação. Winnicott.

 

Abstract: The article aims to demonstrate the thesis that Winnicott highlights, in one of his last texts, the importance of the paternal presence in the most archaic moments of subjective construction by inserting the feeling of illusion of unity that sustains the process of differentiation between the baby and his mother in favor of reaching personal individuation. To this end, it presents the clinical elements that indicated Freud the need to elaborate the concept of sexual drive, which indicates that both drive and object, at first, are marked by partialities. It focuses on the theory postulated by Winnicott which, shifting the beginning of the exercise of the paternal function from the oedipal moment to the beginnings of emotional development. The theory proposes that the presence of the Father produces significant effects on mother ‘s mental register (supporting her in their daily tasks) and on baby’s emotional state, by presenting him as the first total object which can be used as a matrix for the construction of the illusion of personal unity and capable of overcoming the instinctual partialities.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/polemica.2019.52332