A PRODUÇÃO MACHADIANA POR MEIO DAS FOLHAS PÚBLICAS: CONSAGRAÇÃO E POLÊMICA

Valdiney Valente Lobato de Castro

Resumo


Na segunda metade do século XIX, a obra de Machado de Assis ganhou popularidade por meio dos jornais onde era veiculada. No entanto, essa entronização não ocorreu sem contestações: nas páginas dos jornais oitocentistas há comentários de leitores, anúncios de venda, notícias de lançamento de livros e também crítica de leitores especializados que se debruçaram sobre as primeiras produções machadianas e, no calor da hora, tanto aplaudiram quanto criticaram essas publicações. Ao contrário dessas manifestações, a fortuna crítica construída acerca dos escritos machadianos tem, quase em sua totalidade, lançado suas impressões sobre os textos do autor desconsiderando essas primeiras leituras. A análise de alguns desses textos saídos nos jornais oitocentistas é o objetivo deste estudo, que pode ampliar a compreensão acerca da recepção dos textos machadianos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/palimpsesto.2022.60123

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 Valdiney Valente Lobato de Castro

 


ISSN 1809-3507 | DOI: 10.12957/palimpsesto


Palimpsesto é uma publicação do corpo discente do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ:

UERJ >> Instituto de Letras >> Programa de Pós-graduação em Letras

 


Indexado nas seguintes bases:

 

Periodicos CAPES Latindex Find in a library with WorldCat MLA Livre MIAR ResearchBib BASE Logo UF Libraries University of Texas Libraries  Library Logo UCLA Library University of Wisconsin - Madison Libraries EZB


Licença Creative Commons

A Palimpsesto utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.