Uma análise de uma tarefa avaliativa em uma sala de língua inglesa realizada colaborativamente

Victor Hugo Oliveira Magalhães

Resumo


Este artigo investiga as implicações de se realizar uma tarefa avaliativa de maneira colaborativa em uma sala de aula de língua inglesa. Para tanto, usa-se como base o conceito vygotskyano de Zona de Desenvolvimento Proximal, o conceito de scaffolding de Wood, Bruner e Ross, e, finalmente, postulações de diversos autores sobre a aprendizagem colaborativa. Os dados deste artigo revelaram resultados positivos para além da mera execução da tarefa em questão: os alunos em ação colaborativa sentiram-se menos tensos e praticaram inglês entre eles durante a realização da atividade. Isso pode apontar para uma possível vantagem em se realizar avaliações colaborativamente, visto que a avaliação deve ser vista não apenas como medição de conhecimentos, mas promoção de aprendizagem.


Palavras-chave


Ensino de língua estrangeira; aprendizagem colaborativa; avaliação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/palimpsesto.2018.37342

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Victor Hugo Oliveira Magalhães

 


ISSN 1809-3507 | DOI: 10.12957/palimpsesto


Palimpsesto é uma publicação do corpo discente do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ:

UERJ >> Instituto de Letras >> Programa de Pós-graduação em Letras

 


Indexado nas seguintes bases:

 

Periodicos CAPES Latindex Find in a library with WorldCat MLA Livre MIAR ResearchBib BASE Logo UF Libraries University of Texas Libraries  Library Logo UCLA Library University of Wisconsin - Madison Libraries EZB


Licença Creative Commons

A Palimpsesto utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.