Práticas de letramentos na promoção à saúde de idosos: a memória, a construção e a ressignificação de sentidos

Maria Ignez Lima Pedroso

Resumo


A presente pesquisa tem por objetivo investigar como as práticas de letramentos orais e escritas atuam na preservação de memórias utilizadas na construção e na ressignificação de sentidos atribuídos por idosos participantes de um grupo de educação em saúde, apoiado pelo NASF – Núcleo de Apoio à Saúde da Família da Secretaria Municipal da Saúde de Votuporanga (SP). Fundamenta-se na concepção bakhtiniana de linguagem (Bakhtin, 2000). Toma por base os estudos sobre os letramentos realizados por Street (1994; 2014), por Tfouni (1994), bem como a concepção de escrita defendida por Corrêa (2004). O material analisado é composto por textos escritos produzidos pelos idosos em três atividades discursivo-textuais previamente programadas. Os resultados obtidos permitem concluir que a constituição da autoria se dá no trabalho de construção e de ressignificação de sentidos, favorecendo a reflexão sobre a qualidade de vida dos idosos na comunidade.


Palavras-chave


Letramento, Escrita, Autoria, Saúde, Idoso

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/palimpsesto.2018.37013

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Maria Ignez Lima Pedroso

 


ISSN 1809-3507 | DOI: 10.12957/palimpsesto


Palimpsesto é uma publicação do corpo discente do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ:

UERJ >> Instituto de Letras >> Programa de Pós-graduação em Letras

 


Indexado nas seguintes bases:

 

Periodicos CAPES Latindex Find in a library with WorldCat MLA Livre MIAR ResearchBib BASE Logo UF Libraries University of Texas Libraries  Library Logo UCLA Library University of Wisconsin - Madison Libraries EZB


Licença Creative Commons

A Palimpsesto utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.