"Lucíola", de José de Alencar, romance fisiológico: intersecções entre literatura e medicina

Gabriel Queiroz Guimarães Hernandes

Resumo


O presente artigo visa estudar algumas interseções entre a literatura e a medicina no século XIX por meio do romance Lucíola, de José de Alencar. A partir da classificação de “romance fisiológico”, feita pelo próprio autor, objetiva-se examinar como essa denominação está articulada às concepções médicas do período e como estas se associam à estrutura geral do livro estudado. Por fim, a análise se pautará na relação entre a imagem feminina presente nos perfis do autor com a noção de patologia dos manuais médicos e seu significado social e cultural.

Palavras-chave


romantismo, corpo, medicina, romance, século XIX

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/palimpsesto.2018.35399

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Gabriel Queiroz Guimarães Hernandes

 


ISSN 1809-3507 | DOI: 10.12957/palimpsesto


Palimpsesto é uma publicação do corpo discente do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ:

UERJ >> Instituto de Letras >> Programa de Pós-graduação em Letras

 


Indexado nas seguintes bases:

 

Periodicos CAPES Latindex Find in a library with WorldCat MLA Livre MIAR ResearchBib BASE Logo UF Libraries University of Texas Libraries  Library Logo UCLA Library University of Wisconsin - Madison Libraries EZB


Licença Creative Commons

A Palimpsesto utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.