Abaixamento Das Médias Pretônicas Em Aurora Do Pará ‐ PA: Um Estudo Sociolinguístico

Jany Éric Queirós Ferreira, Regina Cruz

Resumo


O presente trabalho aborda a variação das vogais médias pré‐tônicas no português falado na cidade de Aurora do Pará/PA, localizada a 200 km de Belém/PA e considerada uma região de zona de migração, principalmente de migrantes nordestinos, entre os anos 60, 70 e 80 do século passado. As análises foram feitas a partir de um corpus de 4.033 ocorrências das vogais‐objeto, totalizando: 2.394 vogais anteriores </e/>) e 1.639 posteriores </o/>. Os dados do corpus foram coletados a partir da fala de migrantes cearenses e seus descendentes e rodados no programa estatístico GoldVarb X, controlando o abaixamento e o não abaixamento das médias pré‐tônicas. Foram considerados nas análises 10 fatores linguísticos e 04 extralinguísticos. Os resultados obtidos demonstram que em Aurora do Pará a regra do abaixamento das médias pré‐tônicas não predomina, configurando perda de marca dialetal de migrantes cearenses. A fala masculina é a que mais aplica a regra do abaixamento, principalmente na fala de informantes de 30 a 39 anos e na fala dos residentes entre 21 a 30 anos da localidade.


Palavras-chave


Sociolinguística; Variação fonológica; Vogais médias pretônicas; Abaixamento

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Jany Éric Queirós Ferreira, Regina Cruz

 


ISSN 1809-3507 | DOI: 10.12957/palimpsesto


Palimpsesto é uma publicação do corpo discente do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ:

UERJ >> Instituto de Letras >> Programa de Pós-graduação em Letras

 


Indexado nas seguintes bases:

 

Periodicos CAPES Latindex Find in a library with WorldCat MLA Livre MIAR ResearchBib BASE Logo UF Libraries University of Texas Libraries  Library Logo UCLA Library University of Wisconsin - Madison Libraries EZB


Licença Creative Commons

A Palimpsesto utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.