Submissões

Submissões Online

Já possui um login/senha de acesso à revista Revista Neiba, Cadernos Argentina Brasil?
Acesso

Não tem login/senha?
Acesse a página de cadastro

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso.

 

Diretrizes para Autores

NORMAS PARA COLABORADORES

A Revista Neiba, Cadernos Argentina-Brasil aceita artigos acadêmicos inéditos orientados para o estudo e a análise das Relações Internacionais. Os artigos podem ser enviados em português, espanhol, francês ou inglês.

Todos os artigos serão submetidos à revisão cega por pares (double-blind) e qualquer sugestão e/ou comentário, incluindo novo ordenamento do texto, será previamente discutido e aprovado pelo autor. A resposta da primeira fase de análise é normalmente fornecida em 150 dias, a contar da data de submissão. Os autores terão um prazo estabelecido pela revista para corrigir e reenviar (por e-mail) as versões modificadas dos artigos.

Autores e Coautores deverão preencher todo o cadastro do Portal de Publicações no ato da submissão de artigos/Resenhas/Contribuições especiais, informando titulação e informando o link de currículo disponível na internet.

Autores e resenhistas devem enviar em folha de rosto separada do artigo na íntegra (tal como está no modelo para download) as seguintes informações: 

  • Nome como deseja que seja publicado na Revista,

  • Filiação institucional,
  • Cidade da Instituição,
  • Estado da Instituição,
  • País da Instituição de Ensino Superior à qual se adscreve,
  • Email a ser divulgado na revista
  • ORCID (é obrigatório)

É requisito mínimo para publicar artigos na Revista Neiba, Cadernos Argentina-Brasil, ter o mestrado em andamento.

Em casos de coautoria, pelo menos o primeiro autor deverá atender plenamente a este critério.

É requisito mínimo para envio de resenhas, ser mestrando.

Os editores se reservam o direito de rejeitar, antes da revisão, manuscritos que não se adequarem à revista, como em caso de inadequação à política e/ou escopo editorial da Revista Neiba, Cadernos Argentina-Brasil, desenvolvimento analítico inapropriado ou impreciso, formatação inconsistente ou não-observância às orientações aos autores e estilo de escrita pobre (esta lista não é exaustiva).

A extensão dos artigos deve ser entre 3.000 e 7.000 palavras, notas e referências bibliográficas inclusas. Se houver tabelas ou gráficos, os títulos, fontes e legendas deverão vir logo abaixo delas. 

Devem conter ainda os seguintes itens em inglês e em português, francês ou espanhol: (i) título; (ii) três palavras-chave; (iii) um resumo de até 150 palavras.

As resenhas devem focar em livros publicados nos últimos dois anos. Não devem ter mais que 1.000 palavras, nem conter título, notas e bibliografia. Devem constar, no início, a referência bibliográfica completa da obra resenhada, incluindo o ISSN, e 3 palavras-chave em português ou espanhol,  francês  e em inglês.

Os artigos e resenhas devem ser enviados tal como o modelo disponibilizado pela Revista Neiba, Cadernos Argentina-Brasil. Word, fonte Calibri light, tamanho 12, espaçamento múltiplo 1,5 cm. Margens: superior 3.5, esquerda 2.5, inferior 2, direita 2. As citações com mais de três linhas devem ser destacadas do texto compondo parágrafo com recuo de 4 cm (sem recuo na primeira linha), fonte Calibri light, tamanho 10, espaçamento simples. As citações indiretas devem vir no corpo de texto (Sobrenome, ano e página).

As notas de rodapé deverão ser de natureza substantiva, são destinadas apenas a  esclarecimentos adicionais ao texto, devem fonte Calibri Light, Tamanho 9, espaçamento simples.

As fontes e as referências bibliográficas serão listadas em ordem alfabética, ao final do texto; lembrando que nas referências bibliográficas deverão constar somente bibliografia citada ao longo do texto.

Texto citado:

Mantenha a pontuação e a ortografia originais. Se o texto citado contiver erros óbvios, insira [sic]. Citações curtas: coloque entre aspas simples, com aspas duplas em aspas simples, quando necessário. Use aspas simples para marcar uma citação dentro da citação. Se a citação não começar com uma letra maiúscula, insira-a em colchetes angulares, ex.:

[É] uma longa citação de mais de 40 palavras inseridas em um trabalho e, portanto, apresentada como um parágrafo recuado. Isso é mais conteúdo na longa citação de mais de 40 palavras. 'Esta é uma citação dentro da citação longa, colocada entre aspas simples', conforme a regra sugerida acima (Smith, 2013, p.34). 

Observação: Não use op cit, loc cit, ibid ou supra. Repita o nome e a data do autor para repetir referências.  

A Revista Neiba, Cadernos Argentina-Brasil usa o sistema de referência de Harvard(autor/data). Nesse sistema, o sobrenome do autor, ano de publicação (e às vezes números de página) são citados no texto, e um resumo bibliográfico completo da referência é fornecida em uma lista de referências no final do manuscrito. Um exemplo básico a seguir: 

Citação direta:

Se o nome do autor faz parte de sua sentença, então o sobrenome deve ser seguido pelo ano de publicação (entre parênteses).

  • Segundo Rafael Villa (2004), a aceitação da ideia da democracia como valor universal contribuiu para que a diplomacia brasileira estabelecesse um consenso em torno da vinculação entre democracia, integração regional e perspectivas de desenvolvimento.

Citação indireta:

Se você não mencionar o nome do autor no seu texto, então você deve colocar o nome e o ano de publicação do autor, entre parênteses, no final da frase.

  • O setor somou um prejuízo de mais de $4 bilhões de reais nos negócios com câmbio em 2011 (Pitta, 2013).
  • A Prússia funcionava na ocasião como o paymaster e exercia um papel institucional e político fundamental como coordenadora do aprofundamento do processo de integração (Mattli 1999, p. 123).

Dois ou três autores, citação direta e indireta:

Todos os autores (com data de publicação) deverá ser mencionado dentro de seu texto:

  • Como destaca Wilde e Zurn (2012), esta atitude alemã confirma análises como as de Hobolt (2012) e Ecker-Ehrhardt  e Wessels (2011), que estudam a correlação entre a avaliação que os cidadãos europeus fazem sobre a UE e seu próprio governo nacional.
  • Em 2008, a Cosan se associou à Shell para formar a empresa Raízen, que estimulou a concentração da produção de etanol pelo setor petroleiro (Xavier, Pitta e Mendonça, 2011).

Vários autores:

Quando houver mais de três autores fornecer apenas o nome do primeiro autor, seguido de  "et al." (E todos) em itálico, e do ano de publicação entre parênteses.

  • Segundo Tullo Vigevani et al (2008) a posição do Brasil frente a diferentes temas deve ser vista à luz de fatores constitutivos da política externa, enraizados na sociedade e no estado brasileiros: a autonomia e o universalismo.
  • Em seu ponto de vista, o bloco atuaria como um reforço para a inserção internacional do Brasil, sem os condicionamentos próprios de um mercado comum ou de traços supranacionais (Vigevani et al, 2008).

Várias obras de um único autor (mesmo ano):

Quando o mesmo autor tem publicado mais de um documento citado no mesmo ano, usar letras minúsculas para diferenciar cada documento, tanto nas citações diretas, indiretas e nas referências.

  • Almeida, F. R. de F. (2001a) Do grão ao pão. O trigo nas relações entre o Brasil e a Argentina. Dissertação de Mestrado, Universidade do Estado do Rio de Janeiro.
  • Almeida, F. R. de F. (2001b) ‘Aspectos econômicos e ecológicos dos transgênicos’, Revista CADE, ano III, n.4, Rio de Janeiro, Faculdade Moraes Junior, jul/dez.

Números de página:

Se você está citando diretamente ou usando ideias de uma página específica ou páginas de um trabalho, você também deve incluir o número da (s) página dentro de sua citação. Insira a abreviatura p. ou pp (para várias páginas) antes do número (s) página.

  • A Prússia funcionava na ocasião como o paymaster e exercia um papel institucional e político fundamental como coordenadora do aprofundamento do processo de integração (Mattli 1999, p.123).
  • Segundo Silva (2011, pp.157-158), “para os colombianos, além de Tabatinga, onde há uma presença significativa deles, outra via de entrada é a Venezuela, via Boa Vista (RR), como é o caso dos refugiados”.

Citando fontes secundárias:

Se você já leu sobre o trabalho de um autor em particular, mas não conseguiu consultar o trabalho real (a fonte primária) diretamente, então você deve fazer uma referência secundária. Use a  frase "citado em" e dê o número da página em que a fonte cita esta informação.

  • Segundo Garcia, “Não queremos que o país seja uma ilha de prosperidade em meio a um mundo de miseráveis. Temos que ajudá-los sim. Essa é uma visão pragmática” (citado por Dieguez, 2009).

Livros:

Elementos obrigatórios (livros impressos)

  •  Autor: Sobrenome usando letras maiúsculas e minúsculas, seguido de vírgula;
  • Iniciais do sobrenome maiúsculas com ponto final após cada uma;
  • Ano de publicação (não impressão ou impressão) entre parênteses;
  • Título completo em itálico. Somente a primeira palavra e os nomes próprios devem ser capitalizados. Siga com um ponto final (a menos que haja legenda);
  • Subtítulo: Segue dois pontos no final do título completo. Somente nomes próprios devem ser escritos em maiúsculas. Seguido por um ponto final;
  • Edição: inclua apenas se não for uma primeira edição. Use o número relevante seguido de "ed". Por exemplo,  ed.;
  • Local de publicação: Indique a cidade ou cidade e país, se houver possível confusão com o Reino Unido. Siga com dois pontos;
  • Editor: nome do editor seguido por ponto final.

Exemplo:

  • Ribeiro, M. C. M. (2010) Globalização e Novos Atores: a paradiplomacia das cidades brasileiras. Salvador: Editora da UFBA.

Capítulo de um livro editado:

  • Fonseca Jr, G. (1999) ‘Anotações sobre as condições do sistema internacional no limiar do século XIX: a distribuição dos pólos de poder e a inserção internacional do Brasil`, in G.Dupas e T.Vigevani (eds.), O Brasil e as novas dimensões da segurança internacional. São Paulo: Alfa-Omega/Fapesp, pp.17-42.

Artigos de revistas:

Elementos obrigatórios (artigos de periódicos impressos)

Autor (es), Iniciais. (Ano da publicação) ‘Título do artigo entre aspas simples’, Título completo da revista em itálico, Número do volume (número da edição/peça entre parêntesis), Números de página, ex.:

  • Haass, R. N. (2008). ‘The Age of Nonpolarity: What will Follow U.S. Dominance?’, Foreign Affairs, 87(3), pp.44-56.

Artigos de revistas on-line:

Mesma formatação do item anterior, devendo acrescentar o URL completo de onde o artigo foi acessado e a data que ocorreu o acesso, com o mês abreviado.

  • Dantas, A. T. (2013) ‘Comércio Externo do Brasil: o papel da América Latina e Caribe’, Mural Internacional, 4(2), pp. 48-54, [online]. Disponível em: http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/muralinternacional/article/view/8367 [Acesso em: 28 Jul. 2014]

Artigos de jornais:

Elementos obrigatórios (artigos de jornal)

Autor (se não houver autor, use o título do jornal em itálico). (Ano de publicação) ‘Título do artigo entre aspas simples’, Título do jornal em itálico, data, Referência da página, ex.:

  • Celestino, Helena (2014). Sedução, a falta que ela faz. O Globo, 05 outubro, p.55 .
  • Folha de São Paulo (2013). América do Sul perde fatia nos investimentos externos do Brasil, 03 de agosto, Caderno Mercado 2, p.5.
Fontes on-line:

Elementos obrigatórios (sites)

Autor/Organização (Ano) site / página que foi publicado ou o último título atualizado da página da Web/Internet (se ainda não tiver sido fornecido) em itálico. Disponível em: URL [Acesso em: xx mês ano], ex.:

Outras publicações acadêmicas:

Elementos obrigatórios (Teses/dissertações/Monografias)

Nome e as iniciais do autor. (Ano de apresentação). Título. Nível (PhD etc). Estabelecimento de ensino.

  • Pitta, F. T. (2011). Modernização Retardatária e agroindústria sucroalcooleira paulista: o Proálcool como reprodução fictícia do capital em crise. Dissertação de Mestrado, Geografia Humana/Universidade de São Paulo.

 

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

  1. A contribuição é original e inédita anteriormente, e não está sendo revisada para publicação em outra revista; se for, isso deve ser justificado em "comentários ao editor".
  2. Os arquivos são enviados no formato Microsoft Word ou RTF (desde que não excedam 2 MB).
  3. URLs para as referências foram informadas quando necessário.
  4. O texto está em espaço múltiplo 1,15; usa fonte Calibri light tamanho 12-pontos; emprega itálico em vez de sublinhado (exceto em endereços URL); tem recuo de 1,25 na primeira linha de cada parágrafo; as figuras e tabelas estão inseridas no texto, não no final do documento, como anexos.
  5. O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na seção "Sobre a Revista".
  6. O nome do(s) autor(es) foi/foram removido(s) do arquivo e da opção "Propriedades" no Word, garantindo o anonimato exigido por esta revista no caso de envio para avaliação por pares (por exemplo, artigos), de acordo com as diretrizes disponíveis em Assegurando a avaliação cega por pares.
  7. O artigo contém entre 3.000 e 7.000 palavras, incluindo notas e referências bibliográficas. Ele deve ter em inglês, português, francês ou espanhol: (i) um título, (ii) três palavras-chave e (iii) um resumo de no máximo 150 palavras.
  8. Preencho a titulação mínima necessária para publicar na Revista Neiba, Cadernos Argentina-Brasil. (No caso de coautoria: o autor principal deve ser, no mínimo, mestrando).
  9. Usei o modelo de folha de rosto fornecido pela Revista Neiba, Cadernos Argentina-Brasil  nas diretrizes para autores e o anexei separado do artigo em Documentos suplementares no ato da submissão.
 

Declaração de Direito Autoral

Os Direitos Autorais dos artigos publicados na Revista Neiba, Cadernos Argentina-Brasil pertencem ao(s) seu(s) respectivo(s) autor(es), com os direitos de primeira publicação cedidos à Revista Neiba, Cadernos Argentina-Brasil, com o trabalho simultaneamente licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição, a qual permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista. Em virtude de aparecerem na Revista Neiba, Cadernos Argentina-Brasil, o material criado por você pode ser distribuído, copiado e exibido por terceiros. O trabalho original deve ser citado e apresentar um link para o artigo disponível no site da revista em que foi publicado, de acordo com os termos da Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional adotado por esta Revista.

 

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License

 

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.