Ayllón, Bruno. La cooperación Sur-Sur y triangular en América Latina. Políticas afirmativas y prácticas transformadoras. Madrid, 2013. Editora Catarata / Universidad Complutense de Madrid (IUDC-UCM), 2013, 246p. ISBN: 978–84–8319–441–6

Michele Dolcetti

Resumo


Três anos após a publicação de “La Cooperación Sur-Sur en Latinoamérica. Utopía y realidad”, a equipe de pesquisa do IUDC-UCM editou “La Cooperación Sur-Sur en América Latina. Políticas afirmativas y práticas transformadoras”, texto imprescindível para o estudo da Cooperação Sul-Sul (CSS) no espaço ibero-americano. Em 2010 a análise da CSS era incipiente e suas definições pouco consolidadas; falava-se de “estado embrionário da CSS” e de “doadores emergentes”: definições que expressavam plenamente a ideia de um processo pouco conhecido, pelo qual os que emergiam assomavam a cabeça no mundo da Ajuda Oficial para o Desenvolvimento (AOD) e dos doadores “tradicionais”; de regras e instituições definidas, pedindo o reconhecimento da sua experiência histórica e do seu projeto renovador. Em 2013, confirmando que a CSS “chegou para ficar”, a equipe renovada, com a coordenação de Ayllón e Ojeda, faz uma experiência de ampliação (agregando os casos do Chile, de Cuba, do Equador, do Uruguai e da Espanha) e aprofundamento (consolidando o entendimento teórico da CSS e triangular), acompanhando e canalizando a evolução do objeto de estudo, da “utopia” às “práticas transformadoras”.

ABSTRACT

Three years after the publication of “La Cooperación Sur-Sur en Latinoamérica. Utopía y realidad”, the research team of IUDC-UCM brings out “La Cooperación Sur-Sur en América Latina. Políticas afirmativas y práticas transformadoras”, an indispensable reading for those who are interested in the study of South-South Cooperation (SSC) in Latin America.In 2010, the analysis of SSC was still incipient and its definitions still uncertain; we used to talk about an “embryonic state of SSC” and about “emerging donors”: definitions which fully express the idea of uncertainty. Emerging countries were leaning out in the world of the Official Development Assistance (ODA) of “traditional” donors; with defined rules and institutions, and they were requesting the recognition of their historical experience and their challenging projects. In 2013, proving that the SSC “came to stay”, the team, coordinated by Ayllón and Ojeda, made an experience of increasing (adding the cases of Chile, Cuba, Ecuador, Uruguay and Spain) and deepening (consolidating the theoretical understanding of South-South and Triangular Cooperation), supporting the evolution of their object of study, from the “utopia” to “transforming practices”.

Palavras-chaves: Cooperação Sul-Sul; Cooperação Triangular; América Latina.

Keywords: South-South Cooperation; Triangular Cooperation; Latin America.

DOI: http://dx.doi.org/10.12957/rmi.2013.6758

 

Recebido em 09 de maio de 2013 / Aceito em 13 de maio de 2013.

Received on May 9, 2013 / Accepted on May 13, 2013.

 

 

 

 

 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/rmi.2013.6758



Direitos autorais

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Revista Mural Internacional | e-ISSN 2177-7314

PPGRI - Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais

Rua São Francisco Xavier, 524, Pavilhão - João Lyra Filho, 9ºandar, Bloco F, sala 9037, Maracanã, Rio de Janeiro, RJ - Cep: 20550-013 - Tel. fax: (021) 2334 0678 /// E.mail –ppgri.revista@gmail.com