A Política Externa Paraguaia e Boliviana Frente às lideranças do Brasil e da Venezuela na América do Sul | Paraguayan and Bolivian Foreign Policy in front of the leadership of Brazil and Venezuela in South America

Miriam Gomes Saraiva, Ana Lúcia de Lacerda Gonçalves, Stephanie Braun Clemente

Resumo


Utilizando o método da Política Externa Comparada, o artigo aborda como a Bolívia e o Paraguai reagiram, através de suas políticas externas, às lideranças do Brasil e da Venezuela na América do Sul, no início dos anos 2000. Através da comparação identifica se tais comportamentos significavam maior ou menor grau de dependência frente a alguma dessas lideranças. Sua principal contribuição é trazer luz para o método comparado em uma análise de política externa que versa sobre Estados com contextos políticos internos discrepantes e como estes conduziram suas políticas externas frente aos países líderes regionais em situações chave de suas histórias; a saber, o caso da nacionalização dos hidrocarbonetos, na Bolívia, e os casos da renegociação do Tratado de Itaipu e a problemática dos brasiguaios, no Paraguai.

Palavras-chave: Política Externa Comparada. Bolívia. Paraguai.

Abstract: The article address how Bolivia and Paraguay reacted, in their foreign policies, to the leadership of Brazil and Venezuela in South America in the early 2000s, using the method of Comparative Foreign Policy. Thus, it identifies whether such behaviour meant a greater or lesser degree of dependence on any of these leaderships. Its main contribution is to bring light to the comparative method in an analysis of foreign policy that deals with States with differing internal political context and how they conducted their foreign policies towards the leading regional countries in key situations in their history; namely, the case of the nationalization of hydrocarbons in Bolivia, the cases of renegotiation of the Treaty of Itaipu and the problem of brasiguaios in Paraguay.

Keywords: Comparative Foreign Policy. Bolivia. Paraguay.

 

Recebido em: 04 jun. 2021 | Aceito em: 17 nov. 2021.


Palavras-chave


Política Externa Comparada; Bolívia; Paraguai

Texto completo:

PDF

Referências


Arce, L. (2011). ‘En la búsqueda de una estrategia global: La Política Externa del Paraguay’, Cuadernos sobre Relaciones Internacionales, Regionalismo y Desarrollo, 6(11), p.105-127.

Beasley, R. K.; Kaarbo, J. et al. (2012). Foreign Policy in Comparative Perspective: domestic and international influences on State behavior. Washington: CQ Press.

Bitencourt, J. (2008). Os novos elos da integração regional: a rede de gasoduto e a restruturação territorial na região metropolitana de Porto Alegre - RS. Dissertação de Mestrado, Geografia – Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/13548/000648116.pdf?sequence=1 [Acesso em: 10 out. 2021].

Bueno, C. (2007). ‘Relações Internacionais: assimetrias nacionais e formação de blocos’. In: VILLA, R. D. e KALIL, S. (Org), Ensaios Latino-Americanos de Política Internacional. São Paulo, Ed. Hucitec.

Cardoso, G. R. (2010). A energia dos vizinhos: Uma análise da política externa do governo Lula na nacionalização do gás boliviano e nas alterações do tratado de Itaipu. Dissertação de Mestrado, Relações Internacionais/Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio).

Cicero, P.H.M. (2015). O rentismo petroleiro e suas implicações para a política externa venezuelana. Tese de Doutorado, Filosofia e Ciências Humanas/Universidade Estadual de Campinas.

Cunha Filho, C. M. (2018). Formação do Estado e Horizonte Plurinacional na Bolívia. Curitiba: Appris.

Cunha Filho, C. M. (2016). ‘Estrategias de desarrollo e inserción internacional en la Bolivia de Evo Morales’, Revista Andina de Estudios Políticos, VI(1), pp. 142-162.

Cunha Filho, Clayton; Delgado, Ana Carolina (2008). ‘Ideología e pragmatismo: a política externa de Evo Morales’, Tensões Mundiais, v. 6, pp. 287-310.

Instituto Nacional De Estadística Da Bolívia (2021). Estatísticas Económicas de Bolívia. Disponível em: https://www.ine.gob.bo/ [Acesso em: 1 out. 2021].

Fuser, I. (2014). ‘O mito da “generosidade” no contencioso Brasil-Bolívia do gás natural’, Tensões Mundiais, Fortaleza, 10(18-19). p.231-254.

Guevara Avila, J. P. (2007). ‘Bolívia: processos de mudança e política externa’, Revista Diplomacia, Estratégia e Política, Brasília, n.8, p.36- 48.

Guimarães, F. S. (2021). A Theory of master role transition. Small powers shaping regional hegemons. London, Toutledge.

Holsti, K. J. (1970). ‘National Role Conceptions in the Study of Foreign Policy’, International Studies Quarterly, 14: 233–309.

Keohane, R. O. & Nye, J. (2012). Power and Interdependence. New York: Longman.

Lambert, P. (2016). ‘The Myth of the Good Neighbour: Paraguay’s Uneasy Relationship with Brazil’, Bulletin of Latin American Research, 35(1), p.34–48.

Lopes, R. H. (2004). ‘A política externa de Chávez e lula na América do Sul: integração regional ou consolidação de liderança?’, Achegas, 15p. Disponível em: http://www.achegas.net/numero/40/lopes_40.pdf [Acesso em: 27. jan. 2021].

Menezes, R. G. (2010). A liderança brasileira no marco da integração sul-americana, Tese de Doutorado, Ciência Política/Universidade de São Paulo.

Mello, R. T.; Gabiatti, D. A.; Camargo, L. H. K. (2012). ‘O processo de impeachment do ex-presidente paraguaio Fernando Lugo: observando o fenômeno jurídico material à luz da teoria crítica do direito’, Unoesc & Ciência – ACSA, Joaçaba, 3(2), p. 157-170.

Ministério Dos Negócios Estrangeiros (2020). Preços de gás natural nos mercados nacional e internacional, Relatório Técnico. Disponível em: https://www.epe.gov.br/sites-pt/publicacoes-dados-abertos/publicações/PublicacoesArquivos/publicacao-490/topico-531/EPE,%202020%20-%20Nota%20T%C3%A9cnica%20Pre%C3%A7os%20de%20G%C3%A1s%20Natural.pdf [Acesso 11 out. 2021].

World Integrated Trade Solution (2021). Paraguay exportación Valor del comercio. Disponível em: https://wits.worldbank.org/Default.aspx?lang=es [Acesso em: 14 out. 2021].

Passos, M. de F. S. A. (1998) ‘Gasoduto Brasil-Bolívia’, Economia e Energia, v. 10. Disponível em: https://www.ecen.com/eee10/gasp.htm [Acesso em: 11 out. 2021].

Pedroso, C. (2013). Os projetos regionais de Brasil e Venezuela para América do Sul nos anos Lula da Silva (2003-2010), Dissertação de Mestrado, Relações Internacionais. San Tiago Dantas (UNESP, UNICAMP e PUC-SP).

Pérez Flores, F.; Cunha Filho, C. M. (2020). ‘The Oil Nationalizations in Bolivia (1937) and Mexico (1938): A Comparative Study of Asymmetric Confrontations with the United States’, Latin American Research Review, 55(4), p. 676–690.

Sartori, G. (1994). ‘Comparación y método comparativo’, in: SARTORI, G.; MORLINO, L. (eds.) Los problemas de la comparación en Ciencias Sociales. Madrid: Alianza Universidad, cap. 2, p.29-49.

Scheidt, E. (2019). ‘A Revolução Bolivariana e a questão democrática na Venezuela’, Cadernos do Tempo Presente, São Cristóvão-SE, 10(2), p.42-57.

Siqueira, D. P. (2020). ‘Algumas considerações sobre a presença chinesa na Bolívia’, Revista Nova Amazônia, v. VIII, ed. 01.

Souto, C. V. (2012). ‘A crise política no Paraguai e o Brasil’, Revista Conjuntura Austral, 3(13), p.7-16.

Thies, C. G. (2014). ‘Role Theory and Foreign Policy Analysis in Latin America’, Foreign Policy Analysis, p.1–20.

UNDP (1994). Relatório de Desenvolvimento Humano: Classificação mais recente do índice de desenvolvimento humano. Disponível em: http://hdr.undp.org/en/content/latest-human-development-index-ranking [Acesso em: 16 jan. 2021].

Winand, E. C. A.; Pimentel, L. V.; Andrade, J. M. B.; Rodrigues, J. M. O. (2016). ‘A Política externa do Paraguai e a vigência atual de suas principais condicionantes históricas: Um balanço de Lugo a Cartes’, Cadernos do Tempo Presente, p. 67-93.




DOI: https://doi.org/10.12957/rmi.2021.60235



Direitos autorais 2021 Miriam Gomes Saraiva; Ana Lúcia de Lacerda Gonçalves; Stephanie Braun Clemente

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Revista Mural Internacional | e-ISSN 2177-7314

PPGRI - Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais

Rua São Francisco Xavier, 524, Pavilhão - João Lyra Filho, 9ºandar, Bloco F, sala 9037, Maracanã, Rio de Janeiro, RJ - Cep: 20550-013 - Tel. fax: (021) 2334 0678 /// E.mail –ppgri.revista@gmail.com