A importância do chamado soft power no paradigma realista clássico / The importance of soft power in the classical realist paradigm

Hugo Rogélio Suppo

Resumo


O conceito de soft power atualmente domina praticamente todas as análises da política internacional, nas quais o fator cultural é evocado. Joseph S. Nye, preocupado em encontrar uma solução para o declínio relativo dos Estados Unidos, enunciado por Paul Kennedy, foi quem elaborou esse novo conceito. O objetivo deste artigo é analisar como o chamado soft power foi apresentado e integrado nos pressupostos da abordagem teórica realista clássica.

ABSTRACT

Today, the concept of soft power dominates practically all international policy analyses, with culture being evoked as a factor at play. Joseph S. Nye, seeking a solution for the relative decline of the United States foretold by Paul Kennedy, was the person who developed this new concept. The aim of this article is to analyse how soft power has been presented to and integrated with the assumptions in the theoretical approach of classical realism.

Palavras-chave: Soft power, realismo clássico, teoria de Relações Internacionais.

Keywords: Soft power, classical realism, International Relations theory.

DOI: http://dx.doi.org/10.12957/rmi.2011.5837


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/rmi.2011.5837



Direitos autorais

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Revista Mural Internacional | e-ISSN 2177-7314

PPGRI - Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais

Rua São Francisco Xavier, 524, Pavilhão - João Lyra Filho, 9ºandar, Bloco F, sala 9037, Maracanã, Rio de Janeiro, RJ - Cep: 20550-013 - Tel. fax: (021) 2334 0678 /// E.mail –ppgri.revista@gmail.com