Security Policies of India, Brazil and South Africa: Regional Security Contexts as Constraints for a Common Agenda / Políticas de Segurança da Índia, Brasil e África do Sul: contexto regional de segurança e limites para uma agenda comum

Daniel Flemes, Alcides Costa Vaz

Resumo


Abstract

In the course of the last decade, the IBSA states (India, Brazil, South Africa) have increased their weight in the shifting global order, particularly in economic affairs. Can the same be said about the IBSA states’ position in the international security hierarchy? After locating the IBSA coalition in the shifting world order, we analyze its member states’ willingness and capacity to coordinate their security policies and build a common global security agenda. In addition, we explore the state of and perspectives on bi- and trilateral collaboration initiatives on defense and armaments between India, Brazil and South Africa. A key reason for the mostly modest results of global security agenda coordination and cross-regional defense collaboration is that the prevailing security concerns of each country are located at the regional level. Therefore, the starting point of an assessment of the prospects of IBSA’s security cooperation and its potential impact on the strategic global landscape has to be a comparative evaluation of the regional security environments, focusing on overlaps and potential synergies between the national security policies of the three state actors.

 

RESUMO

No decorrer da década passada os estados do IBAS (Índia, Brasil e África do Sul) aumentaram seu respectivo peso na ordem internacional em transição, especialmente em assuntos econômicos. O mesmo pode ser dito em relação à posição desses estados na hierarquia de segurança internacional? O texto situa a coalizão IBAS na ordem internacional em transição e, em seguida, analisa as disposições e capacidades de seus estados membros de coordenar suas políticas de segurança e de construir uma agenda comum de segurança global. Adicionalmente, são exploradas a situação e as perspectivas de iniciativas de colaboração bi e trilateral em defesa e armamentos entre a Índia, o Brasil e a África do Sul. Uma razão fundamental para os resultados predominantemente modestos de coordenação da agenda de segurança global e de colaboração inter-regional de defesa é que as preocupações prioritárias desses países em termos de segurança se situam no nível regional. Assim, o ponto de partida para uma avaliação das prospectivas de cooperação em segurança do IBAS no terreno da estratégia global deve ser um balanço dos contextos de segurança regional, focado em superposições e sinergias potenciais entre as políticas nacionais de segurança dos três estados.

 

Keywords: India, Brazil, South Africa; IBSA Dialogue Forum; security policies, security context, security cooperation; military power, armament; nuclear deterrence; soft-balancing

Palavras-chave: Índia, Brasil, África do Sul; Fórum de Diálogo IBSA; políticas de segurança, contexto de segurança, cooperação em segurança; poder militar, armamentos; distensão nuclear; reequilíbrio suave

 

DOI 10.12957/rmi.2014.10863

Recebido em 30 de Abril de 2014 / Received on  April 30, 2014

Aceito em 20 de Maio de 2014 / Accepted on May 20, 2014.

 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/rmi.2014.10863



Direitos autorais

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Revista Mural Internacional | e-ISSN 2177-7314

PPGRI - Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais

Rua São Francisco Xavier, 524, Pavilhão - João Lyra Filho, 9ºandar, Bloco F, sala 9037, Maracanã, Rio de Janeiro, RJ - Cep: 20550-013 - Tel. fax: (021) 2334 0678 /// E.mail –ppgri.revista@gmail.com