La panóptica de Gotham: los mecanismos de poder mediante la configuración de la ciudad

Iván Sánchez-Moreno, Daniel Salvador

Resumo


A cidade de Gotham é mais um personagem nas aventuras do Batman. Não serve apenas como palco e reflexo da degradação da cidade, mas seus prédios, suas ruas e sua distribuição permitem que Batman exerça seu controle sobre a urbe. Gotham é um lugar especialmente isolacionista, em parte devido ao alto fluxo de crimes que ali reside. Por essa e outras razões, Gotham segue o padrão dos dispositivos panópticos que Michel Foucault analisou para definir e descrever as relações de poder e vigilância nas instalações prisionais. Com esse motivo em mente, nos aprofundaremos no efeito das heterotopias em neutralizar a resistência dos cidadãos contra uma normalização vigente, e investigaremos como um novo corpo é construído de poder corporificado em um vigilante mascarado por meio da legitimação da população civil.


Palavras-chave


Michel Foucault; Batman; Panóptico

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/mnemosine.2021.62170

Apontamentos

  • Não há apontamentos.