La experimentación de sí mismo y los juegos de verdad. Una aproximación al Movimiento Quantified Self

Diego González Garcia, Marco Maureira Velasquez, Francisco Tirado Serrano

Resumo


Este artigo apresenta uma revisão das principais linhas de reflexão e investigação sobre o Movimento do Quantified Self. Dentro desta vasta gama de propostas, focaremos em aquilo a que chamaremos perspectivas críticas, que serão agrupadas em três movimentos principais: a) governabilidade e biopolítica; b) estudos pós-fenomenológicos; c) novos materialismos. Argumentamos que cada uma destas abordagens enfatiza (como prioridade, não exclusivamente) o exercício de um certo jogo de verdade: a "verdade disciplinar" da governabilidade, a "verdade do self" da pós-fenomenologia e a "verdade técnica" dos novos materialismos. Contudo, a experimentação do self que o movimento QS implanta implica um jogo simultâneo destas três dimensões, razão pela qual criaremos um dispositivo conceptual que nos permite dar conta destes jogos de verdade em conjunto: a tecnoaleturgía.


Palavras-chave


jogos de verdade; experimentação do self; quantified self

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/mnemosine.2021.62169

Apontamentos

  • Não há apontamentos.