Redesenhando fronteiras entre surdos e ouvintes: a inclusão escolar

Luiza Teles Mascarenhas, Marcia Oliveira Moraes

Resumo


O artigo visa acompanhar alguns desafios presentes em uma escola pública regular no processo de inclusão escolar de alunos surdos. Apresentamos, de um lado, posicionamento ético, político e epistemológico contra as tentativas de classificação da vida e, de outro lado, a afirmação da potência dos encontros entre surdos e ouvintes. Observamos que ainda hoje há um projeto político de inclusão baseado em referenciais normativos, no qual as diferenças são desqualificadas. Enfatizamos a importância da Libras e do intérprete nos contextos educativos, a relevância da comunicação entre surdos e ouvintes num ambiente onde circulam duas línguas completamente distintas: a Libras e o Português.

 


Palavras-chave


escola; inclusão; surdos

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.