Marcas antimanicomiais ou quando a rua interpela o cuidado

Priscila Vasconcelos Furtado, Beatriz Adura Martins

Resumo


Este artigo percorre a experiência de uma residente na aventura do cuidado pelas práticas da chamada Saúde Mental. Relatos de suas passadas pelo Centro de Atenção Psicossocial na cidade do Rio de Janeiro são chamados para que possamos produzir uma problematização sobre o cuidado no vasto campo da Reforma Psiquiátrica Brasileira. A partir de conversas com Franco Basaglia, fomos tecendo certos apontamentos sobre o que podemos apresentar como um cuidado que se preocupe mais em inventar a existência do que em adaptá-la.

 

 


Palavras-chave


Reforma Psiquiátrica; Loucura; Cuidado

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.