O Poder da Criação

Ronald João Jacques Arendt

Resumo


O argumento deste texto é que há embutida na letra do samba “O Poder da Criação” de João Nogueira e Paulo César Pinheiro uma teoria da criação. De forma poética os sambistas descrevem como ocorreria o processo da criação, estabelecendo o que para eles seria e o que não seria um ato criativo. Neste ensaio, a partir de um conjunto de conceitos advindos do pensamento contemporâneo o autor busca descrever uma teoria da criação que forneça elementos que propiciem um diálogo com a concepção de criação dos sambistas e o desdobramento dos seus argumentos quanto à prática da criação. Torna-se possível então detalhar o espaço proposicional em que agem os criadores e interpretar o samba de sua autoria à luz da filosofia e sociologia não moderna.

Palavras-chave


Criação, Filosofia não moderna, Sociologia não moderna, Pensamento contemporâneo, Música Popular Brasileira – Samba

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.