Velhice, sexualidade e afeto em Diário da guerra do porco, de Adolfo Bioy Casares

Letícia Malloy

Resumo


Este artigo objetiva refletir sobre a temática da velhice a partir da análise de Diário da guerra do porco (1969), escrito pelo argentino Adolfo Bioy Casares. Além disso, busca examinar a abordagem conferida a expressões de sexualidade e afeto na idade madura, tomando-se por foco a caracterização de Isidoro Vidal, protagonista do romance. Para tanto, o estudo se vale das perspectivas teóricas de Simone de Beauvoir (2018) acerca da velhice, de Michel Foucault (1979; 1988) a respeito da sexualidade e das relações de poder e de Benedictus de Spinoza (2008) sobre a origem e a natureza dos afetos.


Palavras-chave


Velhice; Sexualidade; Afeto; Marginalização do idoso.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/matraga.2021.52610

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 


ISSN 1809-3507 | DOI: 10.12957/matraga


Matraga é uma publicação do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ:

UERJ >> Instituto de Letras >> Programa de Pós-graduação em Letras

 


Indexado nas seguintes bases:

 

Periodicos CAPES Latindex Find in a library with WorldCat MLA Livre DRJI MIAR BASE Logo University of Texas Libraries   UCLA Library University of Wisconsin - Madison Libraries EZB Google Acadêmico DOAJ Journal Tocs DOAJ


Licença Creative Commons

A Matraga utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.