Discurso, história e memória em duas fotografias de Lula

Amanda Batista Braga

Resumo


É certo que as propostas teóricas e metodológicas apresentadas pela Escola francesa de Análise do Discurso não se dão a ver de modo homogêneo ou a salvo de qualquer turbulência desde o final da década de 60. Nesse sentido, propomos empreender, neste artigo, uma discussão em torno dos deslocamentos pelos quais passaram as noções de história e memória no interior da disciplina desde sua fundação, em 1969, com vistas a discutir a operacionalização e a produtividade dessas noções tais como elas se apresentam atualmente. Para tanto, analisaremos duas fotografias de Lula, uma de 1979 e outra de 2018, entre as quais é possível vislumbrar o funcionamento de uma memória das imagens na construção discursiva de um líder popular, bem como a emergência de acontecimentos em suas singularidades no interior da pluralidade dos tempos históricos.


Palavras-chave


discurso, história, memória, Lula.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/matraga.2020.46786

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 


ISSN 1809-3507 | DOI: 10.12957/matraga


Matraga é uma publicação do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ:

UERJ >> Instituto de Letras >> Programa de Pós-graduação em Letras

 


Indexado nas seguintes bases:

 

Periodicos CAPES Latindex Find in a library with WorldCat MLA Livre DRJI MIAR BASE Logo University of Texas Libraries   UCLA Library University of Wisconsin - Madison Libraries EZB Google Acadêmico DOAJ Journal Tocs DOAJ


Licença Creative Commons

A Matraga utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.